quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Notícias

In:

Lançamento de editais culturais é um marco no novo momento de Arapiraca

Por Redação com Prefeitura de Arapiraca
Ciranda da mudança: hall da Casa da Cultura virou espaço de dança do coco de roda (Foto: Genival Silva)

Ciranda da mudança: hall da Casa da Cultura virou espaço de dança do coco de roda (Foto: Genival Silva)

Não há como negar: os ares em Arapiraca parecem mais límpidos no setor cultural. Os filtros e as sombras estão dando lugar à nitidez e à clareza dos fatos. Havia ação cultural, mas sem o devido incentivo para que ela ganhasse força.

Na noite desta quinta-feira (19), a Casa da Cultura – novamente a sede da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Juventude (SMCLJ) – presenciou um marco neste novo momento em que vive a cidade.

No local aconteceu, com presença de boa parte dos artistas locais, o lançamento de dois dos três editais previstos para este ano, somatizando um valor de R$ 194 mil direcionados para a Cultura.

A entrada estava com “tapete vermelho”, uma metáfora visível para mostrar que a valorização está presente. No hall, para quem quisesse ver e ler, o Edital de Fomento à Criação Artística Arapiraquense – Prêmio Mestre Nelson Rosa e o Edital de Protagonismo Cultural dos Jovens de Arapiraca – Prêmio Juventude Vez e Voz estavam impressos

IMG_3730

No ambiente, uma singela exposição a um dos homenageados, o saudoso mestre Nelson Rosa, com alguns pertences dele como boina, pandeiro, chapéus de palha, balaio de fumo, certificados culturais e coleção de fotos pessoais.

Os familiares dele estavam presentes em grande número, agradecidos pela reverência ao nome do mestre do coco de roda, cantador, embolador, contador de histórias e Patrimônio Vivo da Cultura do Estado de Alagoas que nos deixou no ano passado.

“Meu pai foi um homem que dedicou sua trajetória terrena para o fazer cultural e o saber popular. E nada o deixou mais feliz em poder, finalmente aos 82 anos, percorrer o país inteiro levando o nome de Arapiraca e do nosso coco através do projeto Sonora Brasil, do Sesc. A gente fica muito feliz com mais essa homenagem da Prefeitura”, diz Regineide Rosa, que hoje canta no grupo das destaladeiras de fumo.

Ela recebeu ainda uma placa das mãos da secretária da SMCLJ, Rosângela Carvalho, homenageando o nome e o legado de Nelson Rosa para a mantença e a propagação da nossa Cultura Popular.

Fomento

Além destes dois, em agosto ainda haverá o Edital de Ocupação dos Equipamentos Culturais de Arapiraca – Prêmio Paulo Lourenço, completando a tríade de fomento à produção e criação artística em Arapiraca.

O Prêmio Juventude Vez e Voz vai dar espaço para 10 projetos desenvolvidos por jovens de 15 a 29 anos, recebendo R$ 3 mil cada. Eles podem envolver música, artes cênicas, artes plásticas, folguedos locais, manifestações afro, literatura e audiovisual.

Já o Prêmio Nelson Rosa tem um direcionamento diferente, contando com 12 propostas: cinco de R$ 3 mil para publicação de livros (obras literárias); quatro de R$ 5 mil para gravação e prensagem de CDs de obras musicais autorais; e três de R$ 10 mil para realização de obras audiovisuais de curta-metragem.

Para participar, os interessados devem preencher os formulários em anexo e seguir uma série de trâmites que servirão, inclusive, como piloto para os artistas da terra participarem de editais maiores a nível nacional.

IMG_3900

Auditório da Casa da Cultura ficou lotado de artistas locais (Foto: Genival Sila)

Para tirar dúvidas de quem quiser, uma equipe fixa ficará à disposição de todos na própria sede da SMCLJ, na Casa da Cultura, até o dia 31 de julho, quando acaba o prazo das inscrições.

Além disso, nesta segunda-feira (23) às 19h também na Casa, será feita a leitura dos editais já publicados para eventuais esclarecimentos.

“Temos valores culturais adormecidos por conta da indiferença de outros prefeitos e acredito que agora isso está mudando. Está de parabéns a Prefeitura por esta iniciativa”, pontua o renomado artista plástico e colecionador de arte popular Renan Padilha.

Ele estava na mesa formada também pela secretária Rosângela Carvalho; o superintendente de Lazer e Juventude da SMCLJ, Valsandy Veras; o secretário Municipal da Fazenda, Fernando Lobo; o secretário de Articulação Política, Fernando Rezende; e a filha de Nelson, Regineide Rosa.

IMG_3781

Familiares do mestre Nelson Rosa marcaram presença no evento (Foto: Genival Silva)

“No interior alagoano, nunca tivemos um grande investimento como este antes. E tudo com recursos próprios, com muito suor, querendo ver a coisa acontecer e fluir da melhor maneira possível. Este é o impulsionamento que muitos artistas daqui estavam esperando. Queremos movimentar a roda da Cultura e tem de haver investimento de verdade. Por isso, agradecemos à visão do prefeito Rogério Teófilo”, coloca a Rosângela Carvalho.

Logo em seguida, no hall, ocorreu uma apresentação da família de Nelson Rosa dançando o coco no chão de cimento, envolvendo quem estava assistindo. Uma grande ciranda foi formada. Um momento único e muito significativo.

Ao final, houve um coffee break oferecido em parceria com a rede Unicompra dando ainda mais sabor a este caldeirão cultural que Arapiraca tem manifestado.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com