segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Notícias

In:

Adamastor, o bom de copa.

Como bom brasileiro, Adamastor tem duas paixões na vida, futebol e mulher. Talvez por ter nascido em 29 de junho de 1958, dia em que o Brasil foi campeão mundial pela primeira vez, ele conhece toda história da Copa do Mundo, nessa época, não fala em outro assunto. Torce pelo Brasil exageradamente, mas, sente um forte complexo da Teoria da Conspiração, tem certeza que a FIFA está contra o Brasil ser Hexacampeão e confirmar a hegemonia mundial no futebol. Diz ele que os organizadores da Copa do Mundo não querem acabar o entusiasmo e o lucro dos anunciantes a nível mundial. Será muito difícil para o Brasil, a tabela foi organizada para a seleção só pegar time forte. Segundo Adamastor, a FIFA vai escalar um juiz para apitar pênalti duvidoso ou anular gol do Brasil e confirmar na televisão, o VAR. Essas são as especulações na cabeça de Adamastor, a Teoria da Conspiração contra a Seleção Brasileira. Mesmo com esse pessimismo burocrático quando acontece a época da Copa, ele coloca bandeirinha no carro, compra camisa para todos da casa, até os funcionários do prédio e as funcionárias de sua casa ganham camisa.

Outra paixão de Adamastor são as mulheres. Diz que ama sua esposa, que é bem casado, mas gosta de pular a cerca com alguma garota de programa. Não quer amante; amante dá complicação, enquanto rapariga ele paga os bons serviços prestados, paga o silêncio, a discrição, o descompromisso. Certa vez teve um caso com uma secretária. A menina ficou no seu pé, ele gastou muita grana para afastá-la do caminho. Jurou nunca mais ter uma amante, sai muito mais caro. Tem uma agenda de amigas no celular. Para evitar problemas, grava o nome masculino correspondente de suas preferidas. Exemplo Flavinha está gravado como Flavinho.

Como a mulher não gosta de futebol ele tem suas estratégias para assistir o jogo sozinho, aliás, acompanhado por uma das amigas. No primeiro jogo da Copa, Brasil x Suíça, Adamastor armou um esquema, deixou a mulher em casa, disse que ia assistir na casa do Bernardino, um amigo também vidrado em futebol, os dois sozinhos, sem ninguém para atrapalhar. Na verdade ele juntou o útil ao agradável e partiu para um belo motel na praia de Jacarecica com sua amiga Paulinha que ama e conhece futebol, discutem na hora do jogo e depois é só carinho. Adamastor chegou em casa à noite reclamando que o empate foi mais uma armação da FIFA contra o Brasil. No segundo jogo, Adamastor vestiu a camisa amarela, cueca branca, bermuda azul, sandália preta, deu um tchau para a esposa dizendo que logo depois da vitória vinha comemorar, deixasse a cerveja na geladeira. Pegou Paulinha às oito e meia da manhã, assistiu os 2 x 0, depois comemoraram na cama. Mais tarde telefonou para casa, estava comemorando a vitória do Brasil na Barraca Pedra Virada.

Quarta-feira o difícil jogo contra a Sérvia, telefonou para Paulinha,       ela estava com a mãe doente, não pode acompanhá-lo, uma pena. Adamastor tentou mais algumas de sua agenda, todas com compromisso. Apelou para os classificados no jornal. Ao ver na relação o nome Angelina, nem leu o resto, sem conhecê-la, telefonou, acertou para ela pegar um táxi, ele a esperava no motel.

Assim que Adamastor entrou no apartamento do motel, ligou a televisão, papéis verde e amarelo faziam a decoração. Colocou uma dose de uísque, ficou assistindo os comentários antes do jogo, esperando a companheira chegar.

 Adamastor ficou encantado quando abriu a porta, deslumbrou-se com aquela mulher bonita, alta, de olhos amendoados e boca parecida com a da Angelina Jolie. O mulherão sentou-se no sofá pedindo permissão para fumar. Apesar de ser linda, ele achou alguma coisa estranha naquela mulher. Foi quando iniciou o jogo Brasil x Sérvia, ele ficou grudado prestando maior atenção, nem percebeu que a parceira foi ao banheiro, ela não era ligada em futebol como a Paulinha. Adamastor torcia desesperadamente, com a dose de uísque na mão.

Angelina saiu de banho tomado, cabelos molhados, corpo enrolado numa toalha e os maravilhosos seios descobertos. Alegrou-se quando ela achegou-se a ele torcendo pelo Brasil. No gol do Thiago, durante a vibração, deu um beijo nos grossos lábios de Angelina. Quando acabou o jogo, ela estava deitada debruço. Adamastor não resistiu, deu um pinote por cima. O serviço durou poucos minutos. Mais relaxado vibrando com a vitória de 2 x 0, deu um abraço em Angelina, que estava apenas de toalha amarrada na cintura, foi quando Adamastor notou alguma coisa esquisita durante o abraço, não conseguiu segurar o grito quando percebeu.

 “- Você é homem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

Depois de momentos de discussão, Angelina mostrou nos classificados, estava escrito: “travesti, atendo passivo ou ativo.” Adamastor pagou o acertado. Chegou em casa, foi para o banheiro, tomou uma hora de banho.

Depois do fato consumado, não consegue esquecer aquela mulher, aliás, aquele homem, ainda sente o hálito de cigarro de sua boca, há duas noites sonha com Angelina Jolie e o Brad Pitt, os dois olhando para ele e sorrindo. No fundo Adamastor gostou dos serviços prestados. Agora está na dúvida para o próximo jogo Brasil x México, se ele convida Paulinha ou Angelina.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com