domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias

In:

Acamrpi inicia trabalho de coleta seletiva no Centro de Palmeira dos Índios

Por Redação com Assessoria de Comunicação

fdd642d5-059e-4ee2-91d0-508e8a1266f8

Os 15 integrantes que fazem parte da Associação dos Catadores Recicláveis de Palmeira dos Índios (Acamrpi)  iniciaram ontem (3) a coleta seletiva pelo centro do Comércio da cidade. O caminhão da coleta, que foi doado na semana passada pela prefeitura, saiu cheio com o trabalho realizado apenas no final da tarde. Os catadores ficaram animados com a nova perspectiva de lucrar a partir da coleta de materiais recicláveis e reutilizáveis produzidos pela população do município.

O trabalho será realizado todos os dias no Comércio, nas segundas e sextas-feiras no bairro Juca Sampaio e, em alguns dias da semana, nas escolas públicas e particulares da cidade. Além disso, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Palmeia dos Índios (Semarhpi),  pretende fazer parcerias com supermercados para que todos possam se adequar à nova realidade do município. Este é o projeto piloto da coleta seletiva do município que será ampliado, gradativamente, à medida que for sentida a necessidade de ser levado para outros espaços.

De acordo com a secretária da Semarhpi Anna Luísa França, além de gratificante, o trabalho da coleta seletiva vai gerar renda e condições de vida mais digna aos catadores e recicladores. “É um trabalho muito bonito e estamos bastante entusiasmados. Para que ele seja expandido vai depender da demanda, da logística e de como funcionará no Juca Sampaio para que possamos, aos poucos, implantar em outros bairros. Queremos fazer um projeto com responsabilidade, com calma e sem pressa porque existem muitas experiências, em vários municípios brasileiros, que o projeto foi implantado de uma só vez e não deu certo. E não podemos deixar que isso aconteça aqui”, destacou.

E continuou. “A gente quer fazer tudo direito, ensinar os catadores e quando ganharmos experiência, também levaremos para outros bairros. Quanto às escolas, é importante conscientizarmos as crianças para que elas possam transmitir a necessidade de separar os materiais para as suas famílias. E o Comércio é o que fornece o grande volume de material que auxiliará no fortalecimento da Associação, com geração de renda”, completou a secretária Anna Luísa França.

O prefeito Júlio Cezar também vê o projeto de coleta seletiva na cidade como um grande passo transformador de consciências e de geração de emprego e renda para quem vive da reciclagem de materiais. “Estamos muito felizes, pois no primeiro dia da coleta seletiva na cidade já conseguimos bons resultados. Isso motiva os catadores e os impulsiona a seguir em frente, em busca de uma vida melhor, livre de doenças, como era no lixão, com mais dignidade e qualidade de vida. Em breve, outros catadores e recicladores se juntarão à Associação, pois temos certeza que, em pouco tempo, todos já conseguirão, com muita união, persistência e perseverança, gerar renda para suas famílias”, disse o prefeito Júlio Cezar.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com