domingo, 23 de setembro de 2018

Notícias

In:

Guga Kuerten é nomeado primeiro embaixador de Roland Garros

Dono de três títulos em Roland Garros, o ex-tenista Gustavo Kuerten foi nomeado pela Federação Francesa de Tênis como o primeiro embaixador do Grand Slam francês, nesta quinta-feira. Na nova função, o catarinense vai atuar como garoto-propaganda da competição e também do jogo sobre o saibro ao redor do globo.

“É uma grande honra e uma oportunidade enorme para dar continuidade a essa relação mágica com Roland Garros que definitivamente transformou a minha vida e me ajudou a encontrar e saborear essas emoções valiosos, memórias e sensações. Mais uma vez tenho a chance de inspirar pessoas em todo o mundo com paixão, amor e convicção”, afirmou Guga.

Presidente da Federação Francesa, Bernard Giudicelli disse que escolheu o brasileiro como o primeiro embaixador da competição devido à vitoriosa e longa relação de Guga com Roland Garros. O ex-atleta foi campeão em Paris em 1997, 2000 e 2001, sendo que na primeira vez surpreendeu o mundo por ser apenas o 66º do ranking.

“Ele é um dos campeões que melhor representa o nosso torneio. Ele arrebatou o coração do público parisiense com seu espírito de guerreiro, sua gentileza e seu famoso sorriso”, disse o dirigente. “Guga é um ícone, como esses que temos nos nossos celulares. É um ícone de tenista. É o melhor embaixador que poderíamos ter.”

Com a nomeação, Guga e Roland Garros oficializaram uma relação de divulgação do torneio que já existia informalmente antes. Por ter patrocinador em comum com o Grand Slam francês, o brasileiro já era figura garantida nas edições do torneio nos últimos anos, seja para cumprir compromissos comerciais ou seja para receber homenagens e conceder entrevistas.

A imagem do brasileiro está ligada ao torneio desde que ele venceu Roland Garros pela primeira vez. Com o título, o então tenista ajudou a divulgar a modalidade no Brasil e tornou conhecido o nome de um dos mais tradicionais torneios da história do tênis. “Não é uma questão de negócios. Queremos inspirar o mundo do tênis ao jogar no saibro”, afirmou Giudicelli.

A estratégia da Federação Francesa é contar com Guga para divulgar o saibro ao redor do mundo. A diminuição do número de torneios disputados sobre a terra batida é uma das maiores preocupações da entidade, que organiza o único Grand Slam nesta superfície.

“De mãos dadas, vamos promover o tênis no Brasil. É um país de tradição no saibro tão grande. Mais de 90% das quadras no país são de terra batida”, destacou o presidente da FFT. “Queremos ajudar o Brasil a promover jogadores, guerreiros e transmitir ao mundo uma boa imagem do nosso esporte.”

Ao mesmo tempo, a entidade reforça sua parceria com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Na semana passada, a FFT lançou em parceria com a CBT um circuito de tênis amador, o chamado Roland-Garros Amateur Series, com quatro etapas, três neste ano e uma em março de 2019, todas disputadas sobre o saibro.

Antes, a parceria permitia aos tenistas profissionais brasileiros treinar nas dependências da FFT, quando estivessem em giros de torneios pela Europa. E também dava oportunidade para juvenis disputarem uma seletiva valendo vaga na chave de Roland Garros.

Autor: Felipe Rosa Mendes
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com