sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Notícias

In:

Processo de investigação da gestão Teófilo será acelerado pelo Legislativo

Câmara de Arapiraca

Câmara de Arapiraca

Os cinco vereadores que integram o grupo de oposição ao prefeito Rogério Teófilo (PSDB) na Câmara Municipal de Arapiraca vêm se reunindo internamente no objetivo de acelerar a abertura de uma Comissão Especial de Investigação (CEI). Na última sessão ordinária no último dia (19) o vereador Moisés Machado (PDT) anunciou que o caso não deve ficar impune e que deve ser apurado com todo o rigor. O discurso de Moisés Machado foi seguido pelos vereadores Léo Saturnino (MDB) e Rogério Nezinho (MDB). Nesse mesmo grupo formam mais dois vereadores Sergio do Sindicato (PPS) e Fábio Henrique (PCdoB).

Na próxima terça-feira (24) A Câmara Municipal de Arapiraca se reúne na primeira sessão ordinária da semana e deve ser anunciada as medidas no sentido da abertura da CEI. Segundo noticias veiculadas em um site da capital, a direção estadual do Movimento de Combate a Corrupção vai acompanhar todo o desenrolar das investigações.

Até o momento, decorridos nove dias da denúncia do suposto calote de R$ 600 mil e do pagamento de 10% do valor pago por uma construtora a empresa de auditória, foi denunciado pelo Jornal Tribuna Independente e até o momento, a Coordenação de Comunicação da Prefeitura de Arapiraca não emitiu nenhuma nota oficial sobre o escândalo que obteve grande repercussão em todo o Estado.

Nos bastidores, comenta-se que existe uma “operação abafa” no objetivo de tentar a todo custo blindar o prefeito de Arapiraca em ano eleitoral. Diante dos fatos, uma coisa é certa – a exoneração a pedido do secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão Antônio Lenine Pereira Filho, que, teria assumido, supostamente, um risco e comprometendo toda equipe de Rogério Teófilo – tentando resolver um esquema supostamente criminoso – através de um jeitinho imoral e improbo.

A tentativa frustrada de tapar o sol com a peneira – não deu certo –  e o tiro saiu pela culatra, o prefeito Rogério já não está com uma avaliação  positiva perante a opinião pública, e dessa vez a “vaca foi para o brejo” a ingenuidade – a imaturidade – ou a certeza da impunidade – levaram os altos escalões do governo colocarem em xeque-mate a governabilidade da gestão Rogério Teófilo, rotulada com um discurso de campanha de transparência, mudança e equilíbrio de gestão.

 

 

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com