quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Ufal investe em novos materiais para a comunidade acadêmica

Por Redação com Ascom Ufal

Apesar dos cortes impostos pelo Governo Federal nos últimos anos, a Universidade Federal de Alagoas priorizou o conforto e as necessidades dos alunos e investiu em carteiras escolares e equipamentos de laboratório para atender às unidades acadêmicas dos três campi da Ufal.

No total, foram adquiridas 3.100 carteiras escolares e, de acordo com o pró-reitor de Gestão Institucional, Flávio Domingos, a prioridade inicial é equipar os prédios novos e os que estão em fase de finalização. “Em levantamento executado pela Superintendência de Infraestrutura (sinfra) foi observado que, para essa prioridade, seriam necessárias 1.800 carteiras. As demais estão sendo distribuídas de acordo com as solicitações das Unidades Acadêmicas, ponderadas por análise. Este material está sendo distribuído a partir de sua chegada no almoxarifado central”, explicou Domingos.

A realização se deu através da dedicação da gestão da universidade, que não mediu esforços em planejar ações que impactem diretamente na qualidade do ensino. Por isso, apesar do atual cenário, a proposta é que novos investimentos sejam feitos em 2018. “Essa melhoria de qualidade passa pela melhoria da infraestrutura da instituição. Sabemos que, historicamente, nas avaliações de curso e na avaliação institucional a principal deficiência apontada é a questão da infraestrutura. Nesse caso, investimentos concentrados, planejados, observando os critérios basilares da administração pública e o processo de gestão democrática e colegiada da Universidade, representam a possibilidade de resultados mais positivos ainda para a Universidade Federal de Alagoas”, afirmou.

O pró-reitor ressalta que a distribuição dos equipamentos foi decidida pela gestão, em conjunto com técnicos e docentes, que atuam em laboratórios da universidade e formam o Grupo de Compras de Laboratórios.

Investimentos

Apesar do contingenciamento de verbas, a prioridade da gestão é melhorar a qualidade do ensino dos alunos. Por isso, em 2016 a Ufal foram adquiridos 500 computadores para laboratórios de ensino dos campi. Em 2017, além das 3.100 novas carteiras e do investimento de R$ 2,1 milhões em equipamentos de laboratórios, foram obtidos 50 bebedouros de alta produção e R$ 890 mil em compra de livros para as bibliotecas da universidade. “Cabe lembrar que o orçamento de capital de 2017, recurso utilizado para obras e equipamentos, foi de 16 milhões. Desse montante, o MEC autorizou a utilização de 60% [9 milhões]. Com esse recurso, além de adquirir esses equipamentos e as carteiras garantimos recursos para o término das obras ainda em cursos na UFAL”, enfatizou o pró-reitor.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com