sábado, 22 de setembro de 2018

Notícias

In:

Laboratório de Educação Física do Ifal Palmeira desenvolve pesquisas para a comunidade

Por Redaçaõ com Assessoria de Comunicação IFAL Campus Palmeira dos Índios

LTAPH – Laboratório da Tecnologia e Avaliação da Performance Humana (LTAPH), ou simplesmente laboratório de Educação Física. Inaugurado em outubro de 2014, o local foi idealizado e estruturado pelo professor da disciplina, Marcos André Rodrigues, no Instituto Federal de Alagoas (Ifal) de Palmeira dos Índios. A sigla traduz o resultado de um projeto surgido através da experiência do docente durante sua graduação e reflete o que para ele é de suma importância na área: o movimento.

Marcos acrescenta que sentiu a necessidade também de fazer algo diferente na Educação Física, que fugisse do paradigma apenas da prática esportiva. “É importante enxergarmos a concepção do movimento como um todo e ver a possibilidade de todas as áreas se inter-relacionarem. Existe a perspectiva do desempenho, da saúde, da qualidade de vida, e também, é claro, da questão da prática desportiva”, diz.

História, Matemática, Física e Biologia. O espaço é interdisciplinar e pode englobar os estudos dessas matérias, até mesmo na História já que a própria concepção do movimento é cultural.

“O estúdio é mais um diferencial para formar esses alunos da melhor maneira possível. Como professor de Educação Física do curso de Informática pensei em como contribuir no desenvolvimento de softwares para instrumentos de avaliação, mas para eu avaliar eu preciso de parâmetros. Assim, os aparelhos podem mensurar essas habilidades e, com isso, mostramos para os alunos um maior leque de possibilidades e fazemos com que eles enxerguem que Educação Física não é só jogar bola. É a própria compreensão do movimento para conseguir avaliá-lo”, explica o docente.

Ensino, pesquisa e extensão

Respeitando o tripé: ensino, pesquisa e extensão, o LTAPH, atualmente, vem desenvolvendo dois projetos de pesquisas, coordenados pelo próprio Marcos André: “Verificação dos níveis de aptidão física e a Síndrome de Burnout” e “Avaliação das medidas de desempenho e desenvolvimento de um instrumento de avaliação”.

“É o Ifal trabalhando para o desenvolvimento do Ifal. Precisamos ver como está a saúde e a qualidade de vida dos servidores. Existe um programa interno da instituição que se preocupa com isso. Além disso, trabalhamos com o desenvolvimento de tecnologias, já que estamos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, o que inclusive pode gerar patente”, conta Marcos.

Como toda instituição pública, o material é um bem que pode ser usufruído por todos, por isso o LTAPH está aberto para toda a comunidade, não só interna, mas externa. Para ter acesso ao espaço, basta procurar o professor Marcos, apresentar um projeto e toda documentação solicitada, a exemplo da avaliação física realizada recentemente com o time de futebol de Palmeira dos Índios, Clube Sociedade Esportiva (CSE).

“Conheci na época o preparador físico do CSE, Victor Albuquerque, e pensei em algo que pudesse de fato contribuir para o desenvolvimento do time de futebol daqui, já que as pessoas amam tanto. Como o instituto pode fomentar o desenvolvimento do empenho esportivo desses atletas? Através da avaliação pudemos verificar os dados, as discrepâncias e a partir daí começamos a atuar em função de cada posição para passarmos as melhores informações para o preparador do time””, explica Marcos.

O laboratório possui um aparato moderno com aparelhos responsáveis pela medição cardiorrespiratória, força, potência e flexibilidade, além de fotocélulas que auxiliam na avaliação de outras variáveis como agilidade e potência anaeróbia.


Compartilhe:
Tags:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com