quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Notícias

In:

Sesau realiza ação para conscientizar motociclistas de Maceió

Por Redação com G1 AL
Motociclistas fizeram exames rápidos de saúde e receberam orientações para garantir a segurança no trânsito . Fotos: Olival Santos

Motociclistas fizeram exames rápidos de saúde e receberam orientações para garantir a segurança no trânsito . Fotos: Olival Santos

Conforme dados do relatório de 2017 do Núcleo de Epidemiologia do Hospital Geral do Estado (HGE), a unidade registrou 3.555 atendimentos relacionados aos motociclistas envolvidos em acidentes de trânsito. Buscando reduzir os indicadores e mortes envolvendo condutores de motocicletas, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou, nesta quarta-feira (28), uma campanha educativa junto aos motociclistas que transitam pela capital alagoana. Com o slogan “Escolha a Vida”, a ação foi realizada na Praça Deodoro, no Centro de Maceió, e orientou os condutores a fim de garantir maior segurança ao tráfego de motos.

No local, os motociclistas que cruzavam pela via eram convidados a estacionar para receber as orientações e eram submetidos a medição da glicemia capilar, aferição da pressão arterial, teste rápido para HIV, sífilis e hepatites virais, com entrega do resultado em, no máximo, 40 minutos. A eles também foram entregues preservativos masculinos e femininos, além de panfletos informativos. Também foram esclarecidas as dúvidas relacionadas ao uso camisinha, sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e sua prevenção, por meio da utilização de uma linguagem clara e simples.

De acordo com Eloy Yanes, assessor técnico da Sesau, a ação representou uma experiência inovadora na capital, que consistiu em mobilizar os motociclistas sobre as condições de segurança necessárias para sua proteção e de passageiros, de forma a praticarem boas maneiras e adotarem medidas preventivas com o propósito de evitar acidentes no trânsito.

“A maioria dos acidentes envolve as motos, e o motociclistas são os que se machucam por estarem expostos. Acredito que atitudes simples e a mudança de consciência podem contribuir para a preservação da vida dos jovens, principalmente nos aspectos relacionados à bebida, velocidade e celular”, destacou.

Entre os assuntos abordados pela equipe do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran-AL), foram repassadas informações sobre o uso adequado dos equipamentos obrigatórios, a necessidade de obedecer a sinalização, de respeitar os limites de velocidade e de trafegar de forma defensiva e segura.

“Temos acompanhado de perto as estatísticas de acidentes e temos que construir um caminho para reduzir os índices, porque, infelizmente, as motos lideram as estatísticas. Por isso, desenvolvemos e apoiamos uma série de ações educativas voltadas para este público, unindo educação à fiscalização, pois sabemos que, na maior parte dos casos, o comportamento humano é o causador dos acidentes fatais”, explicou Eloy Yanes.

O assessor técnico da Sesau ressaltou ainda que as principais infrações cometidas pelos motociclistas são a falta da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o uso da motocicleta de forma profissional para transportar pessoas sem autorização dos órgãos regulamentadores, circulação sem os equipamentos adequados de proteção, as ultrapassagens incorretas, bem como, as alterações na motocicleta sem passar por inspeção.

“A imprudência é um fator importante para os acidentes no trânsito, pois muitos motociclistas realmente põem suas vidas em perigo quando estão em cima de duas rodas, ao realizarem manobras arriscadíssimas, cometendo infrações, sob a o argumento de que ‘moto existe para ser mais ágil e chegar mais rápido’. Contudo, é preciso ser mais prudente, uma vez que, embora a moto seja um veículo privilegiado porque chega mais rápido ao destino, todo cuidado é pouco”, frisou.

Beneficiados

O motociclista Jardiel Candido, de 24 anos, passava pelo local e aproveitou a ação para se beneficiar dos serviços. “Em um dia de chuva, já sofri um acidente e caí no meio fio, enquanto pilotava uma moto e, desde então, tomo todos os cuidados para evitar que isso se repita. Essa campanha é válida e deveria acontecer mais vezes. Nós, motociclistas, ficamos vulneráveis no trânsito e toda dica e orientação sobre saúde é sempre bem-vinda”, disse.

Já Emanuel Felipe, de 33 anos, pilota motocicleta desde os 18 e elogiou a operação. “Achei muito interessante, por ser educativa e informativa, e mostrar que todos devem respeitar o espaço do outro. Perdi as contas dos acidentes que eu sofri no trânsito por conta da imprudência dos outros. A conscientização é interessante e acredito que deveria haver essas iniciativas com mais frequência”, elogiou.

Além da Sesau e do Detran, também participaram da ação educativa, a Secretaria de Saúde de Maceió, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT),  o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT), Universidade de São Paulo (USP), entre outras instituições. A ação, que teve início nesta quarta-feira, terá continuidade na Praça Lucena Maranhão, em Bebedouro, no dia 23 de março, e no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa), no Farol, no dia 18 de abril. A campanha de Morbimortalidade no Trânsito teve início em 2017 e já percorreu os municípios de Arapiraca, Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema e Delmiro Gouveia.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com