terça-feira, 14 de agosto de 2018

Notícias

In:

Recife celebra tradição do Carnaval com encontro de blocos líricos

Por Folhapress
Blocos líricos

Blocos líricos

O centro de Recife recebeu nesta segunda-feira (12) o Encontro dos Blocos Líricos, no Marco Zero da capital pernambucana.

O evento reuniu 14 blocos que desfilaram a história dos antigos Carnavais, ao som de frevos de blocos, cantados por corais femininos e acompanhados de violões, flautas, clarinetas e banjos.

O frevo de bloco foi o primeiro tipo de frevo criado por rapazes da classe média recifense, que saíam pelas ruas da cidade nas primeiras décadas do século 20, fazendo serenatas.

O primeiro bloco lírico que subiu ao palco no Recife Antigo foi o Boêmios da Boa Vista. Fundado há 11 anos, o bloco jogou confetes e serpentina no público.

Já o bloco Flor da Lira, fundado em 1975, foi o segundo a se apresentar e homenageou neste ano Vivaldi e a “Dança das Flores”.

Quem também ganhou homenagem, do bloco das Ilusões, foi o Galo da Madrugada, que completa 40 anos em 2018.

OLINDA
Em Olinda, o dia também foi marcado por grupos carnavalescos tradicionais. O Maracatu de Baque Solto Piaba de Ouro, fundado em 1977, se encontrou com a Troça Carnavalesca da Pitombeira dos Quatro Cantos.

A Pitombeira fez seu 71º desfile, com cem músicos, divididos em quatro orquestras, e 200 passistas de frevo.

Quando chegou na igreja de São Pedro, o bloco se dividiu. Duas orquestras seguiram pela Praça do Carmo e as outras duas desfilaram pela Prudente de Morais. Ao final, as quatro orquestras se encontraram ao final na rua 27 de Janeiro, na sede do bloco.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com