terça-feira, 18 de setembro de 2018

Notícias

In:

Frio intenso invade Europa e deixa pelo menos 10 mortos

Por Redação com Agência Ansa

A intensa onda de frio, batizada de Burian, atingiu diversos países da Europa nesta terça-feira (27), depois de ter deixado pelo menos 10 mortos nos últimos três dias.

Em Roma, na Itália, uma fina camada de neve cobriu as ruas pela primeira vez desde 2012, causando diversos transtornos na região. As baixas temperaturas também foram registradas em Veneza, Nápoles, na ilha de Ischia, Milão, Úmbria, na reião das Marcas, entre outras. Diversas escolas foram fechadas e a rede de transportes ferroviários está operando com atraso. Na França, três moradores de ruas foram encontrados mortos no último domingo (25) em Valence, e outro na região parisiense. As temperaturas glaciais, agravadas por um vento no nordeste, devem alcançar 10 graus negativos. Hoje e amanhã (28), devem ser os dias mais frios no território francês desde 2005.

Em Bruxelas, na Bélgica, os termômetros vão marcar entre -10ºC e -15ºC. As autoridades locais ordenaram a detenção de pessoas que não aceitam ficar em abrigos voluntariamente. Na Alemanha, no topo do Zugspitze, a montanha mais alta do país, a temperatura chegou aos -27ºC. Já em Berlim, onde cerca de três mil vivem nas ruas, os refúgios correm o risco de ficar superlotados. As temperaturas baixaram para os 23 graus negativos em Tamsweg, perto de Salzburgo. O rio Danúbio está congelado em algumas partes.

Na Romênia, um homem de 65 anos foi encontrado morto no exterior da sua casa. A circulação de vários comboios foi interrompida por causa da neve e escolas por todo o país devem permanecer fechadas.

Em Estocolmo, as temperaturas chegaram aos cinco graus negativos, enquanto que em Östersund, marcaram -20ºC. Na Suécia, a neve ainda causou a morte de quatro pessoas, elevando para 48 o número de mortos causados pelo frio desde novembro.
Além disso, a neve vai atingir o leste da Inglaterra, inclusive os serviços meteorológicos emitiram alertas até quarta-feira.

Esta semana deverá ser a “mais fria” dos últimos anos.

Na Rússia, foram registradas temperaturas “anormalmente frias” no centro do país e em Moscou, atingiu entre -14ºC e -24ºC. Já em Portugal, os serviços meteorológicos emitiram avisos laranja para três distritos – Bragança, Vila Real e Guarda – devido à queda de neve acima dos 600 metros.

A forte onda de frio, denominada “O Urso da Sibéria”, deve culminar na quinta-feira com uma temperatura de 17 graus negativos, segundo o Instituto Meteorológico.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com