sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Notícias

In:

Polícia confirma 17 mortes em massacre na Flórida

Por Folhapress
Um tiroteio em uma escola de Parkland, na Flórida (EUA), deixou pelo menos 17 mortos nesta quarta-feira (14), em mais um massacre com armas de fogo no país mais poderoso do planeta.

O balanço foi divulgado pelo xerife do condado de Broward, Scott Israel, que também confirmou que outras 14 pessoas ficaram feridas. O atirador é um ex-aluno da Marjory Stoneman Douglas High School, onde ocorreu a tragédia, chamado Nikolaus Cruz, de 19 anos. Ele havia sido expulso do colégio.

“Uma estudante disse à minha filha que viu corpos por todo o lado e sangue por todo o lado”, afirmou à CNN Caesar Figueroa, pai de uma aluna do ensino médio.

O atirador foi detido apenas quase duas horas depois, por volta das 16h15 no horário local.

A filha de Figueroa se refugiou em um armário, junto com outros dez estudantes, depois que ouviu tiros e um vidro da sala de aula se quebrar.

“Eu achei que fosse um treinamento de incêndio”, contou Ryan Gott, 15, que soube de um professor de geografia que foi baleado. O alarme de incêndio tocou depois dos tiros e os alunos passaram a evacuar o prédio.

Boa parte dos estudantes se abrigou num supermercado, que fica em frente ao colégio. A escola Marjory Stoneman Douglas realiza treinamentos para tiroteios e situações de emergência, segundo relataram pais e alunos.

A cidade de Parkland, de 31 mil habitantes, fica a cerca de 70 km ao norte de Miami. O governador da Flórida, Rick Scott, disse que já conversou com o presidente Donald Trump sobre o ataque e prestou condolências às vítimas.

“O suspeito foi levado sob custódia cerca de uma hora depois de ter cometido esse ato horrível e detestável”, acrescentou o xerife. Cruz teria usado um fuzil e uma máscara de gás em seu ataque e é descrito como um “menino difícil” e integrante de grupos pró-armas nas redes sociais.

O tiroteio ocorreu apesar da presença policial na escola, que tem cerca de 3 mil alunos, e começou por volta de 14h30 (horário local). Cruz teria ficado no colégio por mais de uma hora, e algumas testemunhas relatam que o alarme de incêndio disparou logo antes do início do massacre.

O presidente Donald Trump se manifestou no Twitter e disse que está em contato com o governador da Flórida, Rick Scott. “Estamos trabalhando diretamente com as forças de ordem neste terrível tiroteio”, escreveu. (ANSA)

Atirador da Flórida é ex-estudante e tem 18 anos

O atirador que está sob custódia da polícia é ex-estudante da Marjory Stoneman Douglas High School, onde ocorreu o tiroteio, e tem 18 anos. A imprensa local o identifica como “Nicholas Cruz”.

Ele é integrante de grupos pró-armas nas redes sociais. O atirador teria até participado de discussões sobre fabricação de bombas.

 

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com