sábado, 22 de setembro de 2018

Notícias

In:

Sobe número de mortes por descarga elétrica em Alagoas nos últimos anos

Por Redação com G1 AL

Nos últimos cinco anos, Alagoas registrou 198 mortes por descarga elétrica. Os dados são da Perícia Oficial que revelam que em 2016 foram registrados 35 casos, e apenas neste ano o número já subiu para 41.

Segundo os dados, nos anos de 2013 e 2014 aconteceram 90 mortes, e em 2015 esse número diminuiu para 32.

Na quinta-feira (5), três pessoas da mesma família morreram vítimas de descarga elétrica na cidade de Cajueiro. Um bebê de apenas três meses ficou ferido e foi levado para o hospital.

O perito criminal Charles Mariano, responsável pelo exame pericial no local faz um alerta para os cuidados com fiações elétricas. Em Cajueiro, o acidente foi provocado por um fio condutor de energia elétrica que se estendia preso através de pregos, desde a parte interna da residência, por cima de uma parede, até o muro na parte dos fundos.

Um destes pregos servia também para apoio de um varal de roupas composto por um arame farpado e um arame metálico. Com o esforço mecânico do fio condutor no prego houve um desgaste da camada de isolação fazendo com que o prego, e o varal, ficassem ambos energizados com a rede 220V.

“Quando a primeira vítima, por algum motivo, tocou no varal ficou submetida ao potencial de 220V e causou um curto-circuito para a terra que circulou pelo seu corpo, vindo a falecer por eletroplessão. A segunda e a terceira vítima, provavelmente, na agonia de tentar salvar, tocaram no varal e/ou na vítima, sendo submetidas a mesma condição fatal”, disse o perito.

Ainda segundo o perito, acidentes como esse podem ser evitados. Basta aplicar os mínimos cuidados de segurança, para os riscos serem minimizados ou até mesmo eliminados.

“O responsável do imóvel deve sempre contratar profissional especializado para realizar as instalações elétricas. Jamais utilizar varais metálicos próximos à rede elétrica. E numa fatalidade, nunca tocar na vítima, e sim desligar o disjuntor geral do imóvel, seja, residência, indústria, ou comércio”, afirma.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com