sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias

In:

Escritor Ivan Barros é um dos homenageados da FLIPALMEIRA

Por Redação
Escritor Ivan Barros é um dos homenageados da Festa Literária

Escritor Ivan Barros é um dos homenageados da Festa Literária

A Prefeitura de Palmeira dos Índios apresentou, para a imprensa e convidados no Hall de entrada do Museu Palácio Marechal Floriano Peixoto, a Semana Graciliano e a 1ª Festa Literária de Palmeira dos Índios, a FliPalmeira, que acontecerão a partir de amanhã até o dia 28 de outubro na cidade, que já é considerada a Capital da Cultura de Alagoas.

O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura, com apoio cultural do Governo
do Estado.

A FLIPALMEIRA homenageia dois escritores: Graciliano Ramos e Ivan Barros, escritor membro da Academia Alagoana de Letras, jornalista, advogado, promotor de justiça, fundador do Jornal Tribuna do Sertão.

Para o curador da festa Carlito Lima o Brasil tem muitos escritores, mas precisa formar muitos leitores. “Fui realizador de sete Festas Literárias de Marechal Deodoro (FLIMAR), em 2017 já realizei a Festa Literária do Pontal da Barra (FLIPONTAL) e na próxima semana entre 25 e 28 de outubro estarei junto ao prefeito Júlio César e a Secretária de Cultura, Isvânia Marques ajudando a realizar a 1ª Festa Literária de Palmeira dos Índios (FLIPALMEIRA), com uma programação esmerada, homenageando dois escritores palmeirenses da melhor cepa, Graciliano Ramos e Ivan Barros. A bela cidade histórica de Palmeira dos Índios se transforma na Capital da Cultura das Alagoas”.

Homenagem a Ivan

A homenagem ao escritor Ivan Barros na primeira festa Literária do município partiu do prefeito Julio Cezar que apontou o nome do escritor palmeirense como referência.

O escritor Ivan Barros, nascido em 24 de outubro de 1943 é filho do tabelião Luiz Vieira de Barros e Maria José Bezerra. Estudou no Externato Santa Terezinha e no Colégio Pio XII em Palmeira dos Índios. Fez o supletivo no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Rio de Janeiro. Militante político em 1996 foi eleito vereador com 20% dos votos válidos se tornando até hoje o vereador mais votado do município proporcionalmente. Nas eleições de 1971, foi candidato a deputado estadual e repetiu o recorde, sendo o mais votado no município, porém só obteve a 1ª Suplência.

É formado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas do Rio de Janeiro (1977). Ingressou no Ministério Público, em Alagoas, em 1977, como Adjunto de Promotor de várias cidades alagoanas.

Na área jornalística, foi redator-chefe do jornal de Hoje (Maceió e Rio de Janeiro, entre os anos 1971 a 1978); repórter da revista Manchete, colaborador da revista Fatos e Fotos; editor do jornal Luta Democrática, do líder político Tenório Cavalcanti e fundador da Tribuna do Sertão. Colaborou ainda nos jornais Gazeta de Alagoas e Jornal de Alagoas, Correio de Maceió, Diário de Alagoas e Última Palavra.

Destaca-se como membro efetivo da Academia Alagoana de Letras (Cadeira nº39); sócio da Academia Brasileira de Imprensa e da Academia Alagoana de Imprensa; e, ainda, sócio fundador da Academia Palmeirense de Letras, Ciências e Artes (Cadeira nº 4), do qual é o presidente de Honra.
Ivan tem 30 livros publicados destacando-se entre eles Palmeira dos Índios, terra e gente (1969); Eutanásia: o direito de matar (1978); Pontes de Miranda, o jurisconsulto: subsídios biográficos (1981); Como salvar o município. Estudos de Direito Municipal (1983); Graciliano Ramos era assim (1984); O homem do terno branco (1991); No solar das Letras (sobre Adalberon Lins, entre outros), Abrindo a janela do tempo; Os Mitos do Sertão, As mulheres brasileiras, nas ciências, nas artes e na política, entre outros.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com