quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Notícias

In:

Servidores de Arapiraca e Penedo contribuem com projeto de Gestão de Competências

Por Redação com TJ AL

8653f58d482e1c473ddf501f97346140

Dando continuidade à coleta de dados para o inventário comportamental do Poder Judiciário de Alagoas, a Diretoria Adjunta de Gestão de Pessoas do Tribunal de Justiça (TJ/AL) esteve, nesta quarta (13), nas comarcas de Arapiraca e Penedo. A iniciativa faz parte do projeto de Gestão de Competências, que vai identificar as aptidões dos servidores e contribuir com a melhora dos serviços do Judiciário.

Nesta semana, a equipe responsável pela implantação do projeto visitou as comarcas de Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia e Pão de Açúcar. Até o dia 20 deste mês, os servidores que atuam em Rio Largo, Viçosa, União dos Palmares, Porto Calvo, Marechal Deodoro, no TJ/AL e no Fórum da Capital deverão preencher o inventário comportamental. Cerca de 2.000 servidores devem participar.

Segundo o consultor Thiago Evangelista, da empresa Leme Consultoria, contratada para dar consultoria ao TJ/AL, os servidores preenchem um formulário para descrever situações positivas e negativas no local de trabalho, assim como dão sugestões do que pode melhorar.

“O resultado do trabalho visa entender quais são os comportamentos esperados pelas pessoas no ambiente de trabalho para que a gente possa desenvolver esses comportamentos, caso as pessoas não os tenham. Também vamos entregar um relatório para a administração dizendo quais foram as situações vivenciadas, o que as pessoas estão dizendo, o que acontece de positivo na instituição como um todo e aquilo que pode ser feito para melhorar a qualidade do trabalho”.

De acordo com o analista judiciário Cleiton Falcão, gestor do projeto, os servidores também estão aproveitando a visita da equipe da Diretoria para tirarem dúvidas sobre a área de gestão de pessoas. Ele também explicou a importância do repasse das informações. “O que buscamos é identificar os comportamentos ideais para o desenvolvimento dos trabalhos e os comportamentos negativos”.

O assessor Wictor Carvalho foi um dos servidores que participaram da coleta de dados na comarca de Arapiraca. Para ele, os jurisdicionados serão os maiores beneficiados com a iniciativa. “Vai ajudar o Tribunal a verificar as dificuldades que os servidores têm, tanto no interior quanto na Capital, para que possamos dar uma melhor prestação jurisdicional às pessoas que necessitam do Judiciário para solucionar suas demandas”.

O projeto está vinculado à DAGP, cujo diretor é o servidor Klístenes Lessa. A ação conta com apoio do presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Otávio Leão Praxedes.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com