terça-feira, 17 de setembro de 2019

Notícias

In:

Enfermeiras apresentam estudo sobre tratamento de lesões em recém-nascidos

Por Redação com Agência Alagoas
Estudo comprova eficácia do uso de tecnologia avançada na redução do tempo de internamento de bebês de alto risco (Foto: Ascom/MESM)

Estudo comprova eficácia do uso de tecnologia avançada na redução do tempo de internamento de bebês de alto risco (Foto: Ascom/MESM)

Unidade de assistência e educacional, a Maternidade Escola Santa Mônica apresenta, na segunda-feira (25), o resultado da pesquisa desenvolvida pelas enfermeiras Danielle Guedes Souza e Maria Willianne Alves do Nascimento com o tema ‘A utilização de tecnologias e coberturas avançadas para o tratamento de ferida em recém-nascidos: um relato de caso’.

O trabalho apresenta mais uma possibilidade na escolha de produtos e coberturas para o tratamento de lesões em recém-nascido decorrentes de complicações de procedimentos necessários durante o período de internamento na maternidade.

De acordo com Danielle Guedes, uma das autoras do trabalho e enfermeira da maternidade, é imprescindível que estudos como este ocorram, a fim de que o plano de cuidado para os bebês de alto risco seja eficaz e não comprometa o seu desenvolvimento.

“Entre nossas atribuições temos a assistência ao bebê. E isso consiste em manter a integridade da pele, avaliar as suas condições, prevenir fatores de risco, indicar o tratamento ideal para as lesões existentes, por meio do uso de produtos e coberturas adequados”, explicou.

O resultado do estudo de caso, conclusão da pós-graduação em Enfermagem Dermatológica, foi considerado muito positivo pelas pesquisadoras, tendo em vista que o produto e método utilizados contribuíram para evolução e alta do bebê.

“O uso da cobertura de tecnologia avançada proporcionou a redução no tempo de internamento, pois a lesão fechou em onze dias. E constatar que esse tratamento favoreceu o conforto e bem-estar do bebê é uma grande conquista para toda a equipe multiprofissional que lida com o paciente durante o internamento”, ressaltou Danielle.

Além disso, o trabalho apontou para a necessidade de criação e implantação de um protocolo de prevenção e tratamentos de feridas na maternidade. “É importante ressaltar que o caso em questão, com a prevenção adequada, gerou uma economia para o SUS (Sistema Único de Saúde) de cerca de 50% do total gasto na internação”, finalizou.

O Trabalho será apresentado às 14h, desta segunda-feira, no auditório da Maternidade Escola Santa Mônica, na Avenida Comendador Leão, Poço.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com