domingo, 21 de julho de 2019

Notícias

In:

Prefeito chama a polícia para conter manifestação de professores

Por Redação com Tribuna Hoje

Mesmo debaixo de muita chuva, os professores da rede municipal de ensino, em Arapiraca, realizam, na manhã desta segunda-feira (24), mais uma mobilização pelas ruas da cidade, para cobrar da prefeitura a reposição salarial de 7,64%.

Por volta das 7h30, os trabalhadores da Educação tentaram entrar no prédio do Centro Administrativo Municipal, localizado no bairro Santa Edwiges, mas foram impedidos pelos guardas municipais e viaturas do Pelotão de Operações Policiais (Pelopes) do 3º Batalhão Militar de Arapiraca.

Os seguranças decidiram colocar cadeados nos portões, o que gerou um clima de insatisfação entre os servidores que chegavam para trabalhar no prédio.

Neste momento, o clima é de aparente calma do lado de fora do Centro Administrativo de Arapiraca.

Desde o início do mês de maio que que os trabalhadores da Educação do município estão em greve. A categoria cobra a reposção de 7,64%, de acordo com a data-base vencida em abril deste ano, e a prefeitura apresentou, no mês de junho, uma proposta de 2,33% de reposição salarial, mas as duas partes não chegaram a um acordo.

Há cerca de duas semanas, o desembargador Alcides Gusmão coordenou uma audiência de conciliação no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), em Maceió, sem, contudo, encontrar uma solução para o impasse.

A greve é a mais longa da história de Arapiraca. A expectativa é de que o TJ/AL se pronuncie ainda esta semana, acerca da legalidade ou não do movimento dos trabalhadores da Educação de Arapiraca.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com