segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Livro sobre relatórios de Graciliano Ramos será lançado em Palmeira nesta terça

Por Redação com Assessoria
Obra revela boa parte das ações de Graciliano à frente da Prefeitura de Palmeira dos Índios (Foto: transversos)

Obra revela boa parte das ações de Graciliano à frente da Prefeitura de Palmeira dos Índios (Foto: transversos)

Nesta terça-feira, 06, às 19h, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção Palmeira dos Índios, acontece o lançamento da obra: GRACILIANO RAMOS E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – Comentários aos seus Relatórios de Gestão à Luz do Direito Administrativo Moderno, do professor, advogado e escritor Fábio Lins de Lessa. O evento será promovido pela Escola Superior de Advocacia em parceria com a Prefeitura Municipal de Palmeira dos Índios.

Conhecido como o Mestre Graça, o escritor Graciliano Ramos, alagoano, é considerado um dos maiores autores da literatura mundial. O que pouca gente conhece é o homem público Graciliano Ramos, pouco lembrado pelos que fazem parte dos meios jurídico, administrativo e político. Quando foi prefeito de Palmeira dos Índios, Graciliano escreveu seus famosos relatórios ao governador do Estado de Alagoas no final da década de 1920.

Com o objetivo de divulgar à sociedade brasileira, gerar reflexões e debater o imenso e praticamente ignorado legado de Graciliano Ramos enquanto prefeito de Palmeira dos Índios, o professor Fábio Lins de Lessa Carvalho escreveu o livro GRACILIANO RAMOS E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – Comentários aos seus Relatórios de Gestão à Luz do Direito Administrativo Moderno. Nesta obra, o autor procura demonstrar como o Direito Administrativo vem evoluindo e como os inúmeros problemas que ainda se mantêm podem ser combatidos a partir da aplicação das lições de Graciliano Ramos.

Em uma explanação do seu livro, Fábio Lins disse que boa parte da análise dos relatórios de Graciliano Ramos à frente da Prefeitura de Palmeira dos Índios centra-se, principalmente, na qualidade literária que despertou atenção nacional e levou o editor Augusto Frederico Schmidt a apostar na publicação de Caetés, primeiro romance do autor. ”Acredito que meu livro vem preencher uma lacuna no âmbito jurídico, revelando não apenas as qualidades do escritor à frente da Prefeitura, como sua atuação nos demais cargos no serviço público que ocupou mais tarde à frente da Imprensa Oficial, da direção da Instrução Pública (equivalente à secretaria de Educação) e, já nos últimos anos de vida, como Inspetor Federal de Ensino Secundário no Rio de Janeiro, então capital do País”, finalizou Fábio.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com