sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias

In:

Autores do ataque em Teerã lutaram com Estado Islâmico no Iraque e na Síria

Por Redação com G1

Os homens que atacaram o Parlamento e um mausoléu em Teerã nesta quarta-feira (7) eram iranianos que se uniram ao grupo Estado Islâmico (EI), informou um alto funcionário do governo à agência France Presse.

Segundo o ministro de Inteligência, Mahmud Alaví, os homens visitaram Mossul e Raqqa, cidades dominadas pelo EI na Síria e no Iraque.

Os seis agressores “eram iranianos de distintas partes do país que aderiram ao EI”, declarou Reza Seifollahi, vice-secretário do Conselho de Segurança Nacional Supremo, em entrevista à TV estatal na noite de quarta.

Os atentados de quarta-feira não foram o primeiro plano do grupo para atacar o Irã, e nos últimos anos as autoridades conseguiram desmantelar “uma centena de operações”. “Quase toda semana identificamos e prendemos grupos de duas a três pessoas”, especificou Alaví.

Suicidas armados atacaram o Parlamento e o mausoléu do aiatolá Khomeini, deixando ao menos 13 mortos e 46 feridos na capital iraniana.

O ataque foi o primeiro reivindicado pelo EI no território iraniano, e havia sido anunciado recentemente pelo grupo jihadista.

O Irã é uma importante força no combate ao Estado Islâmico e a outros grupos jihadistas sunitas no Iraque e na Síria. Os fundamentalistas sunitas consideram os xiitas iranianos como hereges.

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com