domingo, 23 de setembro de 2018

Notícias

In:

Vice-reitor recebe deputada para discutir acessibilidade na Ufal

Por Redação com UFAL
Reunião aconteceu na tarde da última sexta-feira (19)

Reunião aconteceu na tarde da última sexta-feira (19)

O Vice-reitor da Ufal, José Vieira, recebeu, na última sexta-feira (19), a deputada estadual Jó Pereira para discutir políticas públicas que permitam uma melhor acessibilidade dos alunos na Universidade. Foram abordados temas como a melhoria e gratuidade no transporte intermunicipal, reajuste nas linhas e horários dos transportes e a possibilidade de novas residências universitárias.

O debate foi classificado como importante pelo vice-reitor, pois garante a inclusão dos estudantes. “É necessário criar políticas para que os alunos possam entrar, mas também permanecer na Universidade. O objetivo é que a gente tenha cada vez mais pessoas que concluam os cursos”, declarou.

O principal ponto discutido foi em relação aos transportes públicos que deslocam os alunos que moram em outros municípios, pois existem prefeituras que não disponibilizam condução e alguns alunos não têm como arcar sozinhos com os custos das passagens. Com isso, Jó Pereira lembrou que “a meia passagem ou até a gratuidade do transporte intermunicipal é um direito já proporcionado, mas é preciso buscar a regulamentação”, explicou ela.

Vieira ressaltou que este trabalho é em prol dos estudantes. “O foco é garantir um sistema mínimo de transporte, que garanta o acesso de estudantes a esse espaço [universidade], de forma que o aluno não fique vulnerável”, afirmou ele. “É necessário também a criação de políticas preventivas para amenizar acidentes e políticas de transporte para atender todas as demandas dos municípios. A Universidade precisa provocar esse debate, e estar à disposição”, acrescentou.

Foram discutidas também propostas de criação de outras residências universitárias, para evitar o deslocamento diário de diversos alunos. Além de contar com a ajuda de um valor mensal aos residentes, pois de acordo com José Vieira, existe ainda a problemática de que “muitos alunos que estão fora do seu município voltam para a casa porque não tem como se manter na Universidade”, mesmo tendo a residência como moradia.

Durante a conversa, foi frisada a importância de ampliar os parceiros, onde não haja somente a participação da Universidade, mas de outros órgãos, como o Estado, as prefeituras dos municípios envolvidos na problemática; a Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal), a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), além da participação de outras instituições de ensino que recebem estudantes de outras localidades. “É preciso sensibilizar e mostrar que isso é um problema de todos”, lembra a deputada.

Foi sugerido pela deputada uma audiência pública para dar início aos trabalhos. “Precisamos alargar o debate e assim teremos focos e prioridades de atuação”. A ação foi vista como a melhor forma de socializar, tomar direcionamentos e achar resoluções para os problemas apresentados. “Além disso, é de extrema importância ter o apoio do ministério público, pois este está em todos os municípios e pode fiscalizar e cobrar o cumprimento da função de cada órgão”, complementou ela.

“É necessário levantar dados e traçar demandas, para vermos quem podem ser os responsáveis para nos ajudar na resolução desses problemas”, afirmou José Vieira, como meta dos próximos encontros marcados para debater o assunto.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com