sexta-feira, 19 de julho de 2019

Notícias

In:

Putin e Merkel se reúnem em Sochi com Síria e Ucrânia em pauta

Por Redação com G1

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, recebeu nesta terça-feira (2), em Sochi, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, para discutir os conflitos de Síria, Ucrânia e Líbia, entre outros assuntos.

“Não podemos deixar de aproveitar esta visita para tratar as relações bilaterais e os pontos mais conflituosos, como Ucrânia e Síria, e também talvez outras regiões”, disse Putin a Merkel no início do encontro.

A chanceler alemã disse que espera com “alegria” as conversações com Putin e acrescentou que também gostaria de falar sobre o conflito na Líbia.

É a primeira viagem à Rússia da chefe de governo da Alemanha desde 2015, indício de uma tentativa de reativar o diálogo entre Berlim e Moscou. Nos dois últimos anos, as diferenças sobre a situação de Ucrânia e Síria desgastaram as relações.

“Claro que também vamos falar de assuntos internacionais, da situação na Ucrânia, na Síria e na Líbia. Também, claro, discutiremos as relações bilaterais”, apontou Merkel.

A alemã agradeceu ao chefe do Kremlin por “poder visitar Sochi” e lembrou que a cidade alemã de Hamburgo receberá em dois meses a cúpula de líderes do G20, o fórum que reúne as maiores economias do mundo e do qual fazem parte tanto Rússia quanto Alemanha.

Segundo o porta-voz do Executivo alemão, Steffen Seibert, Merkel chegou a Sochi com o propósito de cooperar com a Rússia na busca por soluções “construtivas” aos desafios internacionais.

No entanto, especialistas citados pela agência oficial russa “RIA Novosti” não acreditam que as conversações entre a chanceler e o chefe do Kremlin levem à retomada das relações russo-alemãs.

 

Sanções

 

Desde 2015, Merkel foi uma grande defensora das sanções impostas pelos europeus a Moscou pela anexação da Crimeia e por um suposto papel no conflito no leste da Ucrânia. Nas negociações também foi a principal interlocutora.

Esta é a primeira viagem de Merkel a Rússia desde sua visita relâmpago a Moscou em 10 de maio de 2015, quando a tensão estava no ponto máximo pelo conflito na Ucrânia.

Na época, Merkel, assim como a maior parte dos países ocidentais, boicotou o desfile militar de 9 de maio que celebrava os 70 anos da vitória sobre a Alemanha nazista.

Desde então, Angela Merkel e Vladimir Putin se encontraram em várias oportunidades em reuniões de cúpula com os presidentes da França, François Hollande, e da Ucrânia, Petro Poroshenko, para tentar encontrar uma solução ao conflito ucraniano, estagnado desde a assinatura dos acordos de Minsk em fevereiro de 2015.

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com