segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Notícias

In:

Encontro comemora 10 anos da Rede que integra projeto Cisternas nas Escolas do governo federal

Por Cinara Corrêa
Secretária Alcineide Nascimento compôs a mesa que dirigiu os trabalhos alusivos à data festiva, com a presença de outros 15 municípios (Foto: Cinara Corrêa)

Secretária Alcineide Nascimento compôs a mesa que dirigiu os trabalhos alusivos à data festiva, com a presença de outros 15 municípios (Foto: Cinara Corrêa)

Centenas de pessoas, representando 16 municípios do Agreste e do Alto Sertão alagoano estiveram reunidas, nesta quinta-feira, 30, para comemorar os dez anos de existência da Rede de Educação Contextualizada do Agreste e Semiárido. O encontro festivo aconteceu no Centro de Treinamento Pastoral Pio XII, em Palmeira dos Índios, contou com apresentação de danças típicas indígenas, além de exposição dos trabalhos que são produzidos por alunos do Projeto Cisternas nas Escolas, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, segundo informou a coordenadora Pedagógica do município, Jeane Vieira da Silva.

A secretária municipal de Educação, Alcineide Nascimento também se fez presente e compôs a mesa que dirigiu os trabalhos.

O encontro contou com a parceria da Aagra (Associação de Agricultores Alternativos); Movimento Pró Desenvolvimento Comunitário; Resab; ASA;  Articulação “Seminário Brasileiro” e secretarias municipais de Educação.

O PROJETO – O Projeto Cisternas nas Escolas tem como objetivo levar água para as escolas rurais do Semiárido, utilizando a cisterna de 52 mil litros como tecnologia social para armazenamento da água de chuva. A chegada da água na escola tem um significado especial porque possibilita o pleno funcionamento deste espaço de aprendizado e convivência, mesmo nos períodos mais secos.

O projeto abrange escolas dos nove estados do Semiárido – Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí e Minas Gerais – que não têm acesso à água e que foram mapeadas pelo Governo Federal. Essa lista inclui as escolas localizadas em aldeias indígenas e comunidades quilombolas, que devem ser priorizadas nas ações do Cisternas nas Escolas.

 

Trabalhos produzidos pelos alunos do projeto Cisternas nas Escolas (Foto: Cinara Corrêa)

Trabalhos produzidos pelos alunos do projeto Cisternas nas Escolas (Foto: Cinara Corrêa)

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com