quinta-feira, 23 de Maio de 2019

Notícias

In:

Adolescente suspeito de matar a irmã é agredido em delegacia de Maceió

Por Redação com G1

O adolescente suspeito de matar a irmã de 10 anos foi vítima de agressão por outros menores que estavam detidos com ele em uma cela do 2º Distrito Policial, que fica no bairro de Jatiúca, em Maceió. Segundo a Polícia Civil, dois adolescentes justificaram a agressão dizendo que ele confessou ter assassinado a menina.

O assassinato aconteceu na quinta-feira (2), no conjunto do Village Campestre II, em Maceió. A suspeita é que a criança tenha sido morta por estrangulamento após ter sido estuprada. O adolescente está detido desde então como principal suspeito no crime.

“O adolescente agredido não confessou à polícia que matou a irmã em momento nenhum. Confessou apenas aos adolescentes que o agrediram. Não sabemos se ele confessou ao juiz, mas para os policiais, não”, afirmou o agente de polícia da Delegacia Especializada na Criança e no Adolescente, Jailson Cabral.

Um outro agente que preferiu não se identificar para a reportagem do G1 disse que as agressões dentro da cela foram violentas.

“Nós chegamos nas celas quando ouvimos a confusão acontecendo. Os agressores estavam batendo no adolescente como se quisessem matá-lo. Depois da confusão, os agressores nos falaram que o adolescente havia matado a irmã e que o matariam por isso”, contou o agente.

O menor, que tem a identidade mantida em sigilo por ser amparado pela lei, foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) após as agressões para ser submetido a um exame de corpo de delito.

“Iríamos levar um dos agressores para o IML para a realização dos exames necessários para ele ir para a unidade de internação. Enquanto esperávamos o médico chegar no IML, aconteceu a agressão aqui no distrito. Daí aproveitamos e levamos os [outros] dois. Um para os exames após a agressão e o outro para ser levado para a UIM”, ressaltou o agente Jailson.

O suspeito de matar a irmã deveria ficar apreendido na Delegacia da Criança e do Adolescente, que fica no bairro do Jacintinho. Porém, a carceragem está interditada e, por isso, todo menor deve ficar detido no 2º Distrito Policial com supervisão de um agente da Criança e do Adolescente.

Após as agressões, o menor vai ficar apreendido na Central de Flagrantes I, no Farol, segundo informou um agente plantonista do local.

Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência  (Foto: Jonathan Lins/G1)

Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência (Foto: Jonathan Lins/G1)

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com