quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Notícias

In:

Secretário Helder Lima discute sobre evolução do registro de negócios em AL na Juceal

Por Redação com Agência Alagoas
Secretário Helder Lima exaltou o trabalho feito pela Junta Comercial durante o ano. Foto: Maysa Reis

Secretário Helder Lima exaltou o trabalho feito pela Junta Comercial durante o ano. Foto: Maysa Reis

Para discutir as ações implantadas neste ano quanto ao desenvolvimento do registro empresarial em Alagoas, a Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) promoveu, nesta sexta-feira (9), a última reunião plenária ordinária do ano. Na sede do órgão alagoano de registro, o encontro contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

Realizado mensalmente, o encontro reúne o colégio de vogais – conselho deliberativo formado por onze representantes de entidades de cunho político-econômico – a fim de discutir pautas sobre os serviços do órgão. Inicialmente nesta sexta, foram analisados e aprovados a ata da última reunião plenária e o balancete de despesas de novembro.

Na oportunidade, houve ainda apresentação sobre a evolução do registro de empresas em Alagoas, saindo da condição de processo totalmente físico para o registro feito de forma on-line, iniciado e disponibilizado ao empresário pelo Portal Facilita Alagoas.

Convidado para última reunião de 2016, o secretário Helder Lima exaltou o trabalho feito pela Junta Comercial durante o ano, considerando o órgão como “um dos grandes pilares para o desenvolvimento econômico de Alagoas”.

“A Juceal tem uma marca consolidada junto à população como um braço de excelência do Estado. Atingir o primeiro lugar [em relação ao ambiente de registro empresarial] é muito difícil e, se manter nesse lugar, exige uma cultura de excelência. A Junta Comercial hoje orgulha o Estado e é uma prova de que Alagoas dá certo. Uma prova de que se a gente fizer o dever de casa bem feito, pode tirar o primeiro lugar em qualquer questão”, destacou o secretário.

Ainda na reunião, o titular da pasta pontuou o trabalho feito pela secretaria para contornar o momento econômico atual e trazer mais investimentos para o Estado. Porta de entrada para as empresas no Estado, a Junta Comercial foi mais uma vez citada pelo secretario.

“De fato, a Juceal tem sido uma prioridade. Estamos mudando a política de desenvolvimento econômico e alguns pontos devem ser observados. Trazer grandes indústrias é algo importante e que, em longo prazo, traz muitos benefícios, porém, mais que isso, é fundamental que a gente encare a realidade do Estado, onde 95% das empresas são micro e pequenos negócios. Em relação a esse quadro, devemos também fomentar a interiorização desses empreendimentos. Focar nisso, mas com pesquisa, entendendo qual é a vocação de cada região do estado”, reforçou.

Agradecendo a presença do gestor, o presidente da Juceal, Carlos Araújo, enalteceu a proximidade das entidades para que o dinamismo de ações do órgão fosse mantido e, assim, o ambiente de negócios no Estado fosse beneficiado cada vez mais.

“Se há estudos que falam da dificuldade de se manter um empreendimento, analisando vários outros fatores, nós observamos o outro lado. Desde 2015, pelo ranking da Receita Federal, temos o melhor Estado em relação ao ambiente de registro e legalização empresarial, em relação à Redesim. E tudo isso também é agenda positiva para a secretaria e soma a imagem que vendemos do Estado”, considerou Araújo.

Órgão de registro e responsável pela coordenação da Redesim no Estado, a Juceal é vinculada administrativamente a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur).

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com