segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Notícias

In:

93 municípios estão capacitados para utilização do Prontuário Eletrônico do Cidadão

Por Redação com Agência Alagoas
Prontuário eletrônico é de extrema importância, pois atualmente existe perda considerável de dados dos pacientes quando as fichas em papel são repassadas para o sistema por um digitador. Fotos: Carla Cleto

Prontuário eletrônico é de extrema importância, pois atualmente existe perda considerável de dados dos pacientes quando as fichas em papel são repassadas para o sistema por um digitador. Fotos: Carla Cleto

Durante o mês de novembro todos os 102 municípios de Alagoas foram convocados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para uma capacitação na qual técnicos municipais, responsáveis pelo Prontuário Eletrônico do Cidadão, foram treinados para a implantação de nova ferramenta do Ministério da Saúde (MS) que reúne todas as informações dos pacientes de forma informatizada nos serviços da Atenção Básica.

O Ministério da Saúde determinou um prazo de 60 dias, que se encerrou no último sábado (10), para a implantação do sistema em todas as cidades do País. Caso o Prontuário Eletrônico não tenha sido instalado nas Unidades Básicas de Saúde, os gestores municipais devem preencher um formulário indicando os motivos pelos quais ficou impossibilitado de fazer a instalação do sistema, evitando a suspensão dos recursos financeiros relativos ao Componente Variável do Piso de Atenção Básica (PAB Variável), referente às equipes de atenção básica.

“No formulário os secretários deveriam informar se o Prontuário não estava em funcionamento pela ausência de equipamentos, de conexão com a internet, carência de profissionais de Tecnologia da Informação e ou se o motivo foi a baixa qualificação para o uso da ferramenta. Nesse último quesito, a Sesau treinou os coordenadores da Atenção Básica, de saúde bucal e o responsável técnico pela implantação do sistema de 93 municípios e apenas nove cidades de Alagoas não enviaram representantes para a capacitação”, esclareceu o supervisor de Acompanhamento e Avaliação da Atenção Primária de Saúde, Marcus Novais.

Segundo o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas todos os municípios do estado deram algum tipo de justificativa para o Ministério da Saúde e estão aguardando o deferimento ou o indeferimento das justificativas. Dessa forma, os municípios não perderão imediatamente os recursos federais do PAB Variável.

O supervisor ainda explicou que o prontuário eletrônico é de extrema importância, pois atualmente existe perda considerável de dados dos pacientes quando as fichas em papel são repassadas para o sistema por um digitador.

“O Ministério da Saúde quer que as informações dos pacientes estejam informatizadas, completas e sejam alimentadas no sistema em tempo real, desde a marcação da consulta, medicamentos que foram administrados ou receitados pelos médicos até os registros dos agentes comunitários de saúde, durante as visitas domiciliares realizadas nas comunidades” destacou.

O supervisor adiantou que no início do próximo ano um novo treinamento será realizado para a utilização do Prontuário Eletrônico no caso de existir mudanças nas equipes da atenção básica nas futuras gestões municipais que se iniciam em janeiro de 2017.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com