quarta-feira, 24 de julho de 2019

Notícias

In:

Impecável, Brasil vence clássico contra Argentina: 3 a 0

Por Redação com CBF
Torcida brasileira presente no Estádio Mineirão demonstrou o tamanho de sua admiração pela exibição da Seleção no clássico contra a Argentina

Torcida brasileira presente no Estádio Mineirão demonstrou o tamanho de sua admiração pela exibição da Seleção no clássico contra a Argentina

Sem fantasmas! A Seleção Brasileira entrou em campo na noite desta quinta-feira (10) para um dos clássicos mais importantes do futebol mundial, contra a Argentina, e fez bonito no Mineirão. Com atuação irretocável, o time comandado por Tite marcou com Philippe Coutinho, Neymar e Paulinho e saiu de campo com a vitória por 3 a 0.

Com cinco vitórias consecutivas, o Brasil segue na liderança das Eliminatórias para a Copa do Mundo Rússia 2018, agora com 24 pontos. O próximo compromisso brasileiro na competição será diante do Peru, em Lima, na terça-feira (16).

O jogo

O que não pode faltar em um clássico? Lances bonitos, boas defesas, golaços? O primeiro tempo de Brasil e Argentina foi digno de um espetáculo entre duas seleções tradicionais no futebol mundial e apresentou todos esses quesitos.

Mesmo com mais posse de bola, a equipe de Messi não criou muitas chances e, na melhor oportunidade, foi parada na bela defesa de Alisson.

Aos 22 minutos, o camisa 10 argentino achou Biglia na entrada da área, e o volante soltou uma bomba no ângulo do número 1 brasileiro, que tirou de forma espetacular.

Em resposta, dois minutos depois, o Brasil abriu o placar no Mineirão. Philippe Coutinho recebeu de Neymar na esquerda, entrou em diagonal e acertou um lindo chute para fazer 1 a 0.

Aos 37, Neymar disparou em contra-ataque, driblou dois marcadores, avançou até a linha de fundo e, só não ampliou, porque a bola foi na trave.

Mas, aos 45 minutos, o craque deixou o dele, o gol de número 50 com a camisa da Seleção Brasileira. Gabriel Jesus se livrou da marcação e deu ótimo passe para o camisa 10, que entrou na área pela esquerda e tocou na saída do goleiro Sergio Romero: 2 a 0.

Mesmo em vantagem, o Brasil voltou partindo para cima no segundo tempo. Aos dois minutos, após cruzamento de Neymar, Gabriel Jesus finalizou com o pé esquerdo e mandou para fora. Na sequência, Mascherano assustou após passe de Messi, mas Alisson, tranquilo, defendeu.

Aos nove, Paulinho recebeu de Jesus, driblou Romero, mas viu Zabaleta cortar seu chute e evitar o terceiro do Brasil. Quatro minutos depois, o volante não desperdiçou a nova chance. Após cruzamento de Marcelo pela esquerda, passou por Renato Augusto, que tocou para o meio, e Paulinho marcou: 3 a 0.

Superior no jogo, o Brasil ainda teve boas chances de ampliar com Neymar e Gabriel Jesus. Com dificuldades para frear a velocidade brasileira, a Argentina não levou perigo ao gol de Alisson. Já a Canarinho foi incansável até o apito final.

Aos 39 minutos, Renato Augusto cruzou na área, e Roberto Firmino quase marcou em seu primeiro lance no jogo (substituiu Gabriel Jesus). Depois, aos 43, Neymar recebeu pela esquerda e chutou prensado. Com muito aplauso dos mais de 53 mil torcedores o Mineirão, o clássico terminou aos 47 minutos com a indiscutível vitória brasileira.

Exibição de gala da Seleção impressiona a torcida

Em uníssono, a torcida brasileira presente no Estádio Mineirão demonstrou o tamanho de sua admiração pela exibição da Seleção no clássico contra a Argentina. “Olê, olê, olê, Tite, Tite!” gritava o público presente na noite desta quinta-feira.

Tite prefere dividir os méritos com sua comissão técnica. Em todas as conversas e também nas entrevistas, ele cita os seus auxiliares, departamento médico, roupeiros… Internamente não é diferente. Como líder, ele faz questão de compartilhar a responsabilidade com todos da delegação. Dos seguranças ao chef de cozinha, para ele, cada um é responsável pelo que acontece dentro de campo.

Mesmo assim, de forma totalmente compartilhada, os números impressionam. São cinco vitórias em cinco jogos. Ao todo, o Brasil marcou 15 gols sob o comando do técnico Tite. De quebra, sofreu apenas um. Tudo isso fruto de muito trabalho, desde a montagem do treinamento, da convocação, até o estudo minucioso do adversário.

Contra a Argentina, o Brasil mostrou tudo aquilo que tem sido trabalhado nos treinos. Marcação consciente, espaços curtos, muita movimentação, eficiência ofensiva e entrega total. É momento para otimismo da torcida, sem dúvida!

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda (Thiago Silva), Marquinhos e Marcelo; Fernandinho, Renato Augusto, Paulinho e Philippe Coutinho (Douglas Costa); Neymar e Gabriel Jesus (Roberto Firmino).

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com