segunda-feira, 24 de junho de 2019

Notícias

In:

Cresce número de mortes violentas de jovens em Alagoas, aponta IBGE

Por Redação com G1

O número de mortes de jovens entre 15 e 24 anos por causas violentas cresceu em Alagoas entre 2005 e 2015. A informação faz parte dos dados das Estatísticas do Registro Civil 2015, divulgados nesta quinta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento mostra que houve um aumento desse tipo de ocorrências em 124,8% para homens e de 65,6% para mulheres.

A reportagem do G1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e aguarda uma resposta sobre os dados divulgados no levantamento.

Dentre as causas das mortes violentas estão acidentes de trânsito, afogamentos, suicídios, homicídios, quedas acidentais.

No país, os números cresceram em estados do Norte e Nordeste. A maior parte dos óbitos é de homens. Nesse gênero, o maior aumento ocorreu em Sergipe (179,4%).

Alagoas foi o quinto estado com o maior percentual de mortes violentas na população feminina (65,6%). O estado fica atrás do Piauí (71,4%), Ceará (73,2%), Sergipe (85,7%) e Amazonas que lidera com 171,4%.

Casamento e divórcio
O levantamento também traz a variação no número de casamentos e divórcios em todo o país. O Brasil registrou em 2015, 1.137.321 casamentos civis, representando um aumento de 2,8% em relação à 2014.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo representa apenas 0,5% do total, mas o crescimento desse tipo de união foi de 15,7%, cinco vezes maior que o de cônjuges de sexo diferentes, que foi de 2,7%.

Em Alagoas, foram 19 casamentos entre homens e 29 casamentos entre mulheres. Já o número de uniões legais entre homem e mulher foi de 18.001. Na contramão das uniões, a taxa geral de divórcio em 2015 no estado foi de 2,04%. No país, esse índice é de 2,33%.

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com