terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias

In:

Reeducandos ganham oportunidade para mudar de vida por meio do trabalho

Por Redação com Agência Alagoas
Número de trabalhadores teve um aumento histórico em Alagoas(Foto: Jorge Santos)

Número de trabalhadores teve um aumento histórico em Alagoas(Foto: Jorge Santos)

Mais uma iniciativa do setor de Reintegração Social da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) está mudando a vida dos custodiados dos regimes semiaberto e aberto.

A partir desta quinta-feira (6), eles terão acesso a um novo mundo do conhecimento, com 131 cursos profissionalizantes do Instituto Mundo Melhor, o mais novo parceiro da Seris. No mês passado, servidores já haviam sido beneficiados com as qualificações do Instituto.

Antes de acessar a plataforma virtual, os custodiados passaram por um treinamento no auditório da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), onde receberam instruções e orientações para aproveitar ao máximo todo o conteúdo do Mundo Melhor. As qualificações são gratuitas e estão disponíveis por tempo ilimitado. Dentre a gama de cursos estão Noções de Informática, Atendimento Nota 10, Cuidador de Idosos e Crianças.

Há sete meses, Isayres dos Santos, 23 anos, começou a escrever uma nova história de vida, trabalhando como recepcionista na Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos. O emprego foi conquistado graças à parceria com o setor de Reintegração Social.

“Valorizo muito o trabalho, busco fazer todas as minhas tarefas com empenho e dedicação, além de ajudar meus colegas. Quero ser um grande exemplo para os meus dois filhos”, comenta.

“Não adianta encaminhar o reeducando e dar o emprego. É preciso qualificá-lo para que ele tenha sua vida autônoma, sem depender de uma renda ilícita após o convênio. Ou seja, obtendo um emprego digno e sem retornar para o crime. Atualmente, quase a metade da população carcerária dos regimes aberto e semiaberto está inserida no mercado de trabalho por meio da Reintegração Social”, afirma a gerente do setor, Shirley Araújo.

Crescimento

A gerente lembra que as oportunidades de emprego aumentaram com a nova política do Governo do Estado. “Intensificamos os trabalhos. Até 2014, tínhamos doze convênios e 220 pessoas trabalhando. Hoje temos 23 parceiros e 420 reeducandos empregados, com um índice de reincidência criminal inferior a 2%. Trata-se de um crescimento histórico, que nenhuma unidade federativa possui”, finaliza.

Convênios

Antes de serem selecionados, os apenados são submetidos a avaliações psicossociais e têm o perfil analisado por servidores da Reintegração. O empresário que tiver interesse em contribuir com a Ressocialização, agregando mão de obra carcerária qualificada para sua empresa, deve encaminhar ofício para Seris demonstrando interesse na contratação dos profissionais. Mais informações: (82) 3315-1097.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com