terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Notícias

In:

Criação de animais deve fazer parte de programa de inclusão social

Por Redação com Agência Alagoas
Na ocasião, foram entregues 50 pintainhos, dando início a uma parceria entre comunidades e Seagri. (Fotos: Ascom/Seagri)

Na ocasião, foram entregues 50 pintainhos, dando início a uma parceria entre comunidades e Seagri. (Fotos: Ascom/Seagri)

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), por meio do Programa de Agricultura Familiar (PAF), vai ajudar na inclusão social dos jovens acolhidos por comunidades terapêuticas em Alagoas.

 

O secretário Alvaro Vasconcelos, recebeu nesta quarta-feira (10), líderes das comunidades de Nova Jericó, Centro de reestruturação Renovar (CRER) e Projeto Sarar, as três no município de Marechal Deodoro, para discutir ações que possam ampliar as oportunidades de socialização. Na ocasião, foram entregues 50 pintainhos, dando início a uma parceria entre comunidades e Seagri.

 

“Esse é apenas o começo, temos muito a oferecer, iniciaremos pela avicultura e pela piscicultura, mais adiante eu quero implantar nas comunidades a criação de caprinos. A cabra é um animal muito dócil, será uma terapia e com certeza ajudará na recuperação desses jovens que, muitas das vezes, sofrem por carência de amor”, disse Vasconcelos.

A representante da Comunidade Sarar, Salete Beltrão, destacou que esse projeto será uma grande oportunidade que ajudará na autoestima, além capacitar para o mercado, após a ressocialização.

 

“É mais do que viemos buscar, somos muito gratos, as comunidades são carentes, os jovens não têm onde buscar ajuda e nós somos pouco assistidos. Estou muito empolgada e acreditando em um futuro melhor”, ressaltou Salete Beltrão.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com