terça-feira, 16 de julho de 2019

Notícias

In:

Corrupção é tema de sessão de cinema para estudantes da rede pública

Por Redação com TJ AL
Turma concentrada para debater conceitos de honestidade e ética. Foto: Itawi Albuquerque

Turma concentrada para debater conceitos de honestidade e ética. Foto: Itawi Albuquerque

Na tarde desta última quarta-feira, 10, o auditório da Escola Estadual Mota Trigueiros se transformou em uma sala de cinema para 80 estudantes de diversas escolas da rede pública de Maceió. A sessão do dia foi o filme brasileiro “Um presidente honesto”, que se utiliza da comédia para tratar de temas complexos como corrupção, ética e verdade.

Crianças e adolescentes do sexto ano do ensino fundamental até o ensino médio participaram do Cine Esmal de hoje. Franciele Nascimento Lima, de 13 anos, que frequenta o oitavo ano do ensino fundamental, ficou impressionada com o filme escolhido. Para ela, um dos aspectos da história que mais chamou a sua atenção foi o fato de o personagem principal ter se redimido através do amor por sua família.

“O candidato honesto descobriu que não adiantava mentir, pois esse não era o exemplo que ele queria ensinar para o seu filho. Mesmo correndo o risco de ser punido, o personagem entendeu que sempre é melhor fazer o que é certo, e não o que é mais fácil”, explica a estudante. Ampliar a percepção dos estudantes sobre assuntos difíceis, os quais exigem uma reflexão mais aprofundada, é um dos objetivos do Cine Esmal. A atividade ocorre em média uma vez por mês e é coordenada pelo Programa de Cidadania e Justiça na Escola (PCJE), da Escola Superior da Magistratura do Estado de Alagoas (Esmal). A sessão de cinema normalmente acontece no auditório da Esmal, porém hoje, em comemoração ao Dia do Estudante, o projeto visitou a Escola Estadual Mota Trigueiros, localizada no bairro Jatiiúca.

Segundo Francisco Lima, diretor da escola que recebeu a ação, os jovens participantes do Cine Esmal, ao mesmo tempo em que despertam para a análise de temas importantes para a comunidade, também levam as lições aprendidas para as suas casas, compartilhando ensinamentos.

“Eles se tornam multiplicadores das orientações recebidas. Quanto mais cedo começamos o processo de conscientização, melhor para formação da cidadania. Esta parceria que fizemos com a Esmal tem sido muito proveitosa, pois tratamos de assuntos atuais e necessários, como é o caso da corrupção”, observa Francisco.

A coordenadora pedagógica do Programa de Cidadania e Justiça na Escola, Luzia Rodrigues, por sua vez, acredita que o cinema é uma ferramenta de grande potencial para contribuir com o aprendizado dos alunos. “As mensagens dos filmes selecionados são dedicadas à formação cidadã. Hoje, por exemplo, as crianças e adolescentes foram orientadas a compreender a importância do voto deles, de sua família e de seus amigos para a construção de uma sociedade melhor e mais justa”.

Como uma forma de estimular o a participação dos estudantes, ao final da sessão de cinema, a equipe da Esmal presenteou os estudantes que desejaram comentar o seu aprendizado com a turma com uma camiseta e um exemplar do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com