sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias

In:

Chegaram lá! Marta e mais quatro atletas defendem AL na Olimpíada

Por Redação com Globo Esporte/AL
Alagoana Marta é uma das estrelas da Olimpíada (Foto: EFE)

Alagoana Marta é uma das estrelas da Olimpíada (Foto: EFE)

Cinco atletas carregam a bandeira de Alagoas na Olimpíada do Rio. Marta é, de longe, a mais conhecida. Com duas pratas, a camisa 10 da seleção feminina é uma estrela nos Jogos. Chama a atenção por onde passa, tem fã até no time adversário. Os outros quatro são do atletismo e do vôlei. Uns com mais experiência, outros ainda buscando espaço. Os velocistas Bruno Lins eBruna Farias, além da maratonista Marily dos Santos, têm intimidade com as pistas, correm contra o relógio. Fecha o grupo especial o ponteiro Maurício Borges, do vôlei, que conhece bem os atalhos da quadra.

Marta e Maurício fazem parte de times conceituados na Olimpíada. Entram na disputa com boas possibilidades de medalha. A camisa 10 estreia logo nesta quarta-feira, no jogo entre Brasil e China, às 16h, no Engenhão. Maurício joga no próximo domingo, às 11h45, no duelo com o México.

Marta  é a jogadora mais conhecida do futebol mundial. Dona de cinco bolas de ouro, da Fifa, ela volta à Olimpíada para buscar seu principal objetivo na carreira. A alagoana, de Dois Riachos, costuma dizer que trocaria todos os prêmios individuais por um ouro nos Jogos. Em casa, aos 30 anos, tem a chance de conquistar este objetivo.

– Comecei nos campinhos de terra de Dois Riachos, com meus amigos e primos. Aos 14 anos, fui aprovada em um teste no Vasco da Gama. Hoje, meu maior objetivo é ser campeã olímpica – comentou a rainha.

02 MAURÍCIO ATACA NO VÔLEI

Maurício, de 27 anos, foi prata na Liga Mundial deste ano, na Polônia, em julho, e conquistou a confiança de Bernadinho para disputar a Olimpíada do Rio.

– O vôlei veio de berço (a mãe e o irmão foram atletas). Um sonho de uma família inteira que está vindo comigo. Agora (no Rio), vamos buscar, vamos fazer de tudo para trazer esse ouro pra cá – disse Maurício, em entrevista à repórter Andréa Rezende.

03 BRUNO E BRUNA, OS VELOCISTAS

Bruno Lins, velocista, atletismo (Foto: Sérgio Borges / No Foco / Cedida)

”Bruno Lins, velocista, atletismo (Foto: Sérgio Borges / No Foco / Cedida)”

 

O velocista Bruno Lins compete nos dias 16 e 18, nos 200m e 4 x 100m. Ele participou da Olimpíada de 2008, em Pequim, e, depois de cumprir suspensão por doping, em 2009, volta aos Jogos. Com 29 anos, tenta melhorar a colocação que na China, quando o time brasileiro ficou em quarto lugar no revezamento 4 x 100m.

Bruna Jéssica, atleta alagoana (Foto: Arquivo pessoal)

”Bruna Farias é a caçula de AL na Olimpíada (Foto: Arquivo pessoal)”

A caçula da turma alagoana é Bruna Farias, do Pinheiros. Com 24 anos, ela faz parte do revezamento 4 x 100m do Brasil e, assim como Bruno, compete no dia 18 de agosto. Ela em até uma curiosidade para contar sobre o início no esporte.

– Jogava futsal, mas corria mais do que a bola. Então, o professor de educação física me colocou em uma competição de atletismo. Ganhei a prova e nunca mais parei. Agora, quero ser medalhista olímpica.


04 MARILY VOLTA À OLIMPÍADA

Marily ficou em 51º lugar em Pequim e volta à Olimpíada depois de alcançar o segundo melhor tempo do país no ano:  2h37min25s, em Sevilha-ESP, dia 22 de fevereiro. O melhor resultado da carreira da alagoana, de 38 anos, foi conquistado justamente na capital carioca, com o primeiro lugar na Maratona do Rio. Na Olimpíada, Marily, que nasceu em Joaquim Gomes, vai correr no dia 14 de agosto.

Marily, assim como Maurício, vem de uma família de atletas.

– Meu primo José Santana, medalhista de prata na maratona nos Jogos Pan-americanos Havana 1991, me levou a uma corrida em Maceió. Terminei em quarto lugar e, a partir de então, tudo começou. Quero chegar ao final da minha carreira orgulhosa de que dei o meu melhor, tendo feito tudo de maneira honesta.

Marily dos Santos, vencedora da Corrida do Círio 2015  (Foto: Tarso Sarraf/O Liberal)

”Marily dos Santos, vencedora da Corrida do Círio 2015 (Foto: Tarso Sarraf/O Liberal)”


05 ENTRE ALAGOAS E PERNAMBUCO

A tenista Teliana Pereira, de 28 anos, também pode ser considerada uma integrante do time alagoanos. A família dela é de Águas Belas, Pernambuco, e, por falta de maternidade na cidade, ela nasceu em Santana do Ipanema. A carreira de Teliana se desenvolveu em Curitiba, mas o vínculo com Alagoas está escrito na carteira de identidade.  

– Comecei minha carreira na academia do francês Didier Rayon, em Curitiba. Meu pai trabalhava lá e eu era pegadora de bolinhas. Depois, ele começou a me treinar – lembrou Teliana, que começa a jogar no próximo sábado, na categoria simples e também nas duplas.

Teliana Pereira, Wimbledon, tênis (Foto: Getty Images)

”Teliana Pereira nasceu em Santana do Ipanema (Foto: Getty Images)”

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com