terça-feira, 21 de Maio de 2019

Notícias

In:

Ação preventiva contra a tuberculose tem início no Baldomero Cavalcanti

Por Redação com Agência Alagoas
Durante os 15 dias iniciais o tratamento é realizado de forma supervisionada, na enfermaria da unidade onde o reeducando cumpre pena. (Foto: Ascom SERIS)

Durante os 15 dias iniciais o tratamento é realizado de forma supervisionada, na enfermaria da unidade onde o reeducando cumpre pena. (Foto: Ascom SERIS)

Dando continuidade as ações de promoção à saúde e bem-estar dos reeducandos do sistema prisional alagoano, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) realizou uma ação de prevenção e combate a tuberculose, na segunda-feira (1°). Custodiados do Presídio Baldomero Cavalcanti realizaram a coleta para o exame de baciloscopia, fundamental para a detecção e tratamento da doença.

 

A ação visa realizar a busca ativa dos reeducandos que estão apresentando um ou mais sintomas da tuberculose, como: tosse há mais de duas semanas, febre no fim da tarde, perda de peso, falta de apetite, dentre outros. De acordo com a coordenadora de Enfermagem da Seris, Polyanna Teixeira, a forma de combate mais eficaz a tuberculose ainda é o diagnóstico precoce da doença.

 

“Há 18 casos de tuberculose no sistema. Estamos investigando toda população carcerária que esteja apresentando sintomas. Após a coleta, enviamos o material da baciloscopia para o laboratório e quando recebemos o resultado, caso seja positivo, iniciamos imediatamente o tratamento dos custodiados. Quanto mais cedo se descobre a doença, mais efetivo é o tratamento”, destacou a coordenadora.

 

Durante os 15 dias iniciais o tratamento é realizado de forma supervisionada, na enfermaria da unidade onde o reeducando cumpre pena. Após esse período, quando o custodiado já não transmite mais a doença, ele volta para o convívio normal com os outros reeducandos. Além de realizar a baciloscopia com os apenados, os servidores penitenciários realizam um trabalho de conscientização e esclarecimento com os familiares dos pacientes. 

 

“Como estamos em um período de inverno, com chuvas constantes, uma série de fatos podem levar os custodiados a apresentarem sintomas que caracterizam a tuberculose, sem, contudo, estarem com a doença. Por isso o exame é de extrema importância para garantir o bem estar de todos e, consequentemente, tranquilizar a população carcerária”, concluiu Teixeira.

 

O reeducando Jeferson Ferreira de Lima, foi um dos beneficiados pela ação e elogiou a iniciativa da Seris para buscar o diagnóstico precoce da tuberculose. “É a primeira vez que faço esse exame e fico mais calmo por saber que meus companheiros de cela também serão examinados. Ter a consciência que estamos saudáveis e que as pessoas que convivem conosco também estão deixa o clima mais tranquilo”, destacou.

 

No primeiro dia de ação, cerca de 80 amostras foram colhidas e levadas para análise em laboratório. Ao longo do mês, reeducandos de todas as unidades do sistema prisional serão beneficiados com a ação.

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com