segunda-feira, 24 de junho de 2019

Notícias

In:

Proteção e promoção dos direitos dos grupos vulneráveis são discutidas em seminário

Por Redação com Agência Alagoas
Participação da Semudh no seminário continua nesta quinta e sexta-feira (Foto: Ascom/Semudh)

Participação da Semudh no seminário continua nesta quinta e sexta-feira (Foto: Ascom/Semudh)

A Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh/AL) participou, nesta terça-feira (14), por meio da Superintendência da Pessoa com Deficiência, do 4° Seminário Alagoano de Atuação Policial Frente à Proteção e Promoção dos Direitos dos Grupos Vulneráveis. O evento, que está sendo promovido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), teve início na segunda-feira (13) e segue até o dia 17.

A participação da Semudh no seminário abriu as discussões sobre a violência vivenciada pelos grupos vulneráveis. Na ocasião, ficou constatada que alguns casos de violência contra esta categoria da população alagoana não são denunciados, dado preocupante que, conforme a superintendente da Pessoa com Deficiência, Dilma Pinheiro, resulta em falhas da elaboração de políticas públicas para combater a violência com grupos vulneráveis.

“Os dados são subnotificados muitas vezes pela falta de conhecimento das próprias vítimas, que não têm discernimento de que estão sofrendo uma violação de seus direitos. Por tanto, faz-se necessário que os agentes de segurança realizem devidamente a coleta de dados para que possamos incorporar aos dados do disque cem e, assim, efetivarmos as ações de combate à violência para com os grupos vulneráveis”, revelou Dilma Pinheiro.

Durante a palestra realizada pela superintendente, Pinheiro apresentou propostas para integrar as ações do governo em prol de uma melhor eficácia na proteção e promoção dos direitos destes grupos.

“Propomos, além deste cuidado na coleta e envio de dados de violência contra os grupos vulneráveis, ações de humanização no atendimento à vítima ou mesmo infrator. Algumas das ações são aulas de Libras Instrumental para os policiais; criação de uma delegacia e/ou núcleo da Pessoa com Deficiência; participação dos agentes de segurança pública nos Conselhos de Direitos e a elaboração de campanhas de sensibilização sobre os grupos vulneráveis nas mídias e nas escolas”, explicou Dilma, salientando a importância das ações serem realizadas de forma integrada.

“Os órgãos governamentais precisam se fortalecer entre si. Para termos sucesso nos projetos é necessário que haja uma interação das secretarias e que todas caminhem para um único norte, que é o bem comum”, finalizou.

A participação da Semudh no seminário continua nesta quinta e sexta-feira, quando serão discutidas a promoção e proteção dos direitos da mulher e os projetos sociais de atendimento aos grupos abordados.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com