sexta-feira, 19 de julho de 2019

Notícias

In:

Cunha nega manobras para troca de membros no Conselho de Ética

Por Redação com CBN
Deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ).  (Foto: Lúcio Bernardo Junior/ Câmara dos Deputados)

Deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (Foto: Lúcio Bernardo Junior/ Câmara dos Deputados)

Ele cita três decisões que atrasaram a votação da admissibilidade. O deputado cita a troca do relator, que pertencia ao mesmo bloco do PMDB e, segundo Cunha, não deveria nem ter feito parte do sorteio original.

Eduardo Cunha fala que a votação do relatório não concedeu à comissão vistas regimentais obrigatórias. E, por último, o acréscimo da delação de Delcídio do Amaral. ‘Houve admissibilidade de parte da representação, e é sobre essa parte que ele tem que proferir voto, e não um conjunto de provas que não tem nada a ver com o processo’.

Cunha acredita que o processo será anulado e afirmou que, se aprovado, irá recorrer na Comissão de Constituição e Justiça.

Acusado de mentir na CPI da Petrobras ao dizer que não possui contas no exterior, o deputado afastado voltou a afirmar que não é titular de nenhuma conta bancária detida pelo trust.

‘O dinheiro, não o patrimônio, antes de ser transferido, me pertenceu. No momento em que foi doado ao trust, o trust passou a ser o proprietário do patrimônio. E mesmo se eu tivesse, a pergunta é se eu tinha conta. E conta eu não detinha’.

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com