segunda-feira, 24 de junho de 2019

Notícias

In:

Aplicativo registra 943 denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti

Por Redação com Ascom/Saúde
Aplicativo ‘Juntos pela Saúde’ tem sido fundamental para o aumento de denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti no Estado (Foto: Carla Cleto)

Aplicativo ‘Juntos pela Saúde’ tem sido fundamental para o aumento de denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti no Estado (Foto: Carla Cleto)

O aplicativo Juntos pela Saúde registrou 943 denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti nos primeiros 30 dias de utilização da plataforma digital, completados no último dia 29 de março. A tecnologia estabelece um canal de comunicação entre o cidadão e a gestão pública no combate ao transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus.

De acordo com os dados gerados pelo aplicativo nesse primeiro mês de iniciativa, houve 3.122 downloads do app. Segundo informou o idealizador da tecnologia, José Alencar Feitosa Neto, das 943 denúncias cadastradas em todo o Estado de Alagoas, 744 são oriundas na capital e 199 no interior.

Na capital, as denúncias quanto ao foco do mosquito variam entre lixo ou entulho a céu aberto (188), recipientes com água parada (147), imóveis fechados ou abandonados (132), terrenos baldios (102), esgoto a céu aberto (88) e outros focos de mosquito (87).

No interior de Alagoas, os focos de mosquito foram denunciados nos casos de esgoto a céu aberto (56), lixo ou entulho a céu aberto (44), recipientes com água parada (44), outros focos de mosquito (20), imóveis fechados e abandonados (19) e terrenos baldios (16).

Os casos de lixo ou entulho a céu aberto são identificados como o maior número de casos em todo Estado. Desse modo, a orientação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) é a adoção de medidas nos ambientes públicos, como limpeza de terrenos baldios, praças, cemitérios e borracharias, bem como recolhimento regular de lixo.

Além disso, a Sesau ressalta a importância do envolvimento da população na adoção diária de cuidados no acondicionamento do lixo, armazenamento de água e eliminação de recipientes sem uso que possam acumular água e virar criadouros do mosquito.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com