terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias

In:

Gestores da Secretaria de Saúde discutem projetos e pactuações para municípios

Por Redação com Agência Alagoas

 

Outro ponto importante discutido no encontro foi à utilização do aplicativo Juntos Pela Saúde que permite ao cidadão denunciar, de forma anônima, algum foco de mosquito, registrando, inclusive, fotos, vídeos, áudio e localização geográfica. (Foto: Carla Cleto)

Outro ponto importante discutido no encontro foi à utilização do aplicativo Juntos Pela Saúde que permite ao cidadão denunciar, de forma anônima, algum foco de mosquito, registrando, inclusive, fotos, vídeos, áudio e localização geográfica. (Foto: Carla Cleto)

Foi realizada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), nesta segunda-feira (28), a reunião da Comissão Intergestores Regionais (CIR), na sede da Procuradoria-geral do Estado, em Maceió. Na pauta, os participantes discutiram o atendimento e à assistência ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a diretora de Gestão e Participação Social da Sesau, Lenise Abreu, nas reuniões da CIR os gestores da região debatem formas de melhoria da assistência prestada à população.

“O atendimento a saúde para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) é pensado no âmbito regional e necessita da cooperação dos gestores para que a assistência aconteça de forma harmônica entre as cidades”, explicou Lenise Abreu.

(Foto: Olival Santos)

Durante a reunião, os secretários de saúde municipais da I Região de Saúde, que envolve os municípios da Barra de São Miguel, Marechal Deodoro, Pilar, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte, Satuba, Rio Largo, Maceió, Messias, Flexeiras, Paripueira e Barra de Santo Antônio, assistiram a apresentações que trataram da situação atual da microcefalia em Alagoas e sobre o fluxo de alimentação do sistema relativo aos casos de dengue.

Outro ponto importante discutido no encontro foi à utilização do aplicativo Juntos Pela Saúde que permite ao cidadão denunciar, de forma anônima, algum foco de mosquito, registrando, inclusive, fotos, vídeos, áudio e localização geográfica.

A reunião definiu que cada município deverá indicar um técnico responsável pelas denúncias colhidas através do aplicativo. “Este profissional irá trabalhar em parceria com a Sesau e vai auxiliar na apuração e resolução das situações apontadas pela população”, destacou a superintendente de Vigilância em Saúde, Cristina Rocha.

A superintendente ressaltou que o município de Maceió, que concentra a maioria das denúncias registradas, já destacou dois profissionais para a tarefa. “A Sesau e a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió trabalham para garantir a segurança. Os maceioenses devem se assegurar que o uso do aplicativo não vai resultar em denúncias vazias”, destacou Cristina Rocha.

Durante a reunião, também foram discutidas a cota de exames no Hospital de Porto Calvo e o projeto de construção do Hospital Materno Infantil de Maceió.

 

Compartilhe:
Tags: ,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com