quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Notícias

In:

Diversidade em roteiros e atrativos promete encantar visitantes em Alagoas

Por Andressa Siilva
Em Maceió, dica é investir em um passeio de jangada nas praias que emolduram a cidade e convidam os visitantes para um banho nas piscinas naturais (Foto Divulgação)

Em Maceió, dica é investir em um passeio de jangada nas praias que emolduram a cidade e convidam os visitantes para um banho nas piscinas naturais (Foto Divulgação)

A chegada da alta temporada é mesmo um dos períodos mais esperados em Alagoas. Atraindo turistas do mundo inteiro, os dias ensolarados, as belezas naturais e as badaladas festas e eventos garantem a diversão dos visitantes e vêm consolidando o Estado como um dos principais destinos para as festas de Réveillon do país.

Após celebrar a chegada de 2016, quem deseja estender a visita para além da virada do ano pode experimentar as variadas opções de roteiros que encantam e promovem uma experiência completa na viagem.

Na capital do sol, Maceió, a dica é investir em um passeio de jangada nas praias de Ponta Verde, Pajuçara e Jatiúca, que emolduram a cidade e convidam os visitantes para um banho nas piscinas naturais. Na orla, movimentada com diversos bares e restaurantes, é possível conhecer o melhor da gastronomia alagoana à beira-mar, além de praticar esportes e passear.

Para os amantes do artesanato alagoano, é indispensável a visita ao bairro Pontal da Barra, que em ruas estreitas e acolhedoras guarda as belezas e singularidade da tradicional renda filé.

Lagoas e Mares do Sul

Na região Lagoas e Mares do Sul, a cidade de Marechal Deodoro mostra porque é considerada Patrimônio Histórico Nacional. Com arquitetura barroca religiosa, os casórios e museus contam a história de Alagoas e do primeiro presidente do Brasil. No roteiro, o Palácio Provincial, o Espaço Cultural Santa Maria Madalena e a Casa de Deodoro são visitas substanciais para quem busca, também, o turismo cultural.

A visita ao mirante do Gunga e às praias do Francês e Barra de São Miguel merecem destaque.

Costa dos Corais

Com 130 km de praias paradisíacas, que estão dentre as mais bonitas do país, a região Costa dos Corais contempla o Litoral Norte do estado. Coqueirais, falésias e a segunda maior barreira de corais do mundo esperam os visitantes.

Em Maragogi, o passeio às piscinas naturais, com águas mornas e cristalinas, é um dos principais atrativos. Os encantos de São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras também garantem as belezas da região. Nos dois municípios, vale a visita às casas de artesanato e esculturas em madeira, espalhadas nas ruas principais das cidades.

Caminhos do São Francisco

O sertão de Alagoas guarda, certamente, uma das principais riquezas do Estado. Banhando diversos municípios e povoados ricos em artesanato e cultura, o Rio São Francisco abre caminho entre cânions de pedra, trilhas ecológicas e cidades históricas, como Penedo e Piranhas, que têm seu conjunto histórico e paisagístico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Os passeios de barco pelo Velho Chico e as trilhas em meio à caatinga proporcionam a diversificação da oferta turística, indo além do tradicional sol e mar. No município de Olho d’água do Casado e Pão de Açúcar, por exemplo, é possível visitar Sítios Arqueológicos pré-históricos.

A noite em Piranhas conta com barzinhos e restaurantes movimentados, além de apresentações musicais abertas que evidenciam a cultura sertaneja local em ritmos como o Xaxado, Baião e Forró.

Quilombos

Distante apenas 51 quilômetros da capital Maceió, a cidade de União dos Palmares, localizada na região Quilombos, se destaca como um dos berços da resistência negra em Alagoas. Na Serra da Barriga, o Quilombo liderado por Zumbi dos Palmares hoje abriga um Parque Memorial, que conta a trajetória de luta do legado quilombola e narra o período histórico da escravidão.

A Casa Jorge de Lima, dedicada ao poeta alagoano, e a Casa Maria Mariá, instalada na antiga residência de uma das principais historiadoras do estado, fazem parte do roteiro cultural.

Na comunidade quilombola Muquém, os visitantes são apresentados ao artesanato em barro e argila, conhecido, mundialmente, pelas mãos da artesã Dona Irinéia.

A cachoeira Vila D’ àgua e a Reserva Oswaldo Timóteo conta com trilhas em plena Mata Atlântica, completando o tour histórico-ambiental da região.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com