segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Notícias

In:

Ministra garante instalação de unidade da Embrapa em Alagoas

Por Redação com Agência Alagoas
Na ocasião, os empresários puderam ainda apresentar brevemente suas principais demandas, com destaque ao apelo da continuidade de ações para a convivência com a seca (Foto: Thiago Sampaio)

Na ocasião, os empresários puderam ainda apresentar brevemente suas principais demandas, com destaque ao apelo da continuidade de ações para a convivência com a seca (Foto: Thiago Sampaio)

A presidente Dilma Rousseff, dando continuidade a programação da passagem por Alagoas, reuniu-se com empresários alagoanos nesta quinta-feira, 5, no Centro de Convenções Ruth Cardoso, no bairro de Jaraguá.

A reunião foi promovida pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em parceria com o Governo do Estado de Alagoas. De acordo com a assessoria da Presidência da República, o encontro aconteceu com a finalidade de promover um diálogo entre os governos e empresários para discutir a situação econômica atual do país e o impacto do corte de recursos federais em Alagoas.

A presidente Dilma Rousseff, acompanhada dos ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, e da Integração Nacional, Gilberto Occhi, alinhando as demandas recebidas pelo governo estadual e empresariado com as ações do governo federal.

A reunião faz parte de uma iniciativa da presidente Dilma que tem procurado promover um diálogo com o setor empresarial de forma direta em todas as regiões do país, tendo em vista as peculiaridades e especificidade das demandas de cada região.

Durante o encontro, a ministra Kátia Abreu anunciou a abertura de uma sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em Alagoas, único estado da federação que ainda não possuía a unidade de pesquisa. A abertura da Embrapa vai garantir, o suporte técnico e tecnológico para as atividades agropecuárias no Estado.

Na ocasião, os empresários puderam ainda apresentar brevemente suas principais demandas, com destaque ao apelo da continuidade de ações para a convivência com a seca.

Jeanine Pires, secretária de Desenvolvimento e Turismo, destacou a importância dessa aproximação, viabilizada pelo Governo Estadual, com o Governo Federal, para que os empresários colocassem seus questionamentos e se sentissem mais confiantes diante do cenário econômico atual.

“Os setores que impulsionam em larga escala o desenvolvimento econômico do Estado, a exemplo do empresariado, estão atentos ao momento, mas têm planejamentos para os próximos anos que precisam ser executados. O governo estadual tem trabalhado para estimular projetos através da lei de incentivos, com resultados importantes como a vinda da ZTT, mas é fundamental que o Governo Federal se aproxime desta causa, aproveitando o cenário cambial favorável para atrair investimentos estrangeiros e alavancar as exportações”, salientou Jeanine.

O governador Renan Filho avaliou positivamente a reunião e destacou pontos fundamentais para impulsionar a economia em Alagoas, como a diversificação da indústria, principalmente o investimento no turismo, a continuação e ampliação do programa Minha Casa, Minha Vida, a duplicação da BR-101, a geração de energia, o novo porto e a liberação do Fundo Garantidor de Exportação.

Para o ministro Armando Monteiro, o apoio do seguro de exportação é fundamental. Segundo o ministro, é dessa forma que o setor sucroalcooleiro poderá ter acesso ao financiamento junto à rede bancária e, sobretudo, vincular a realização das cotas de exportação de Alagoas.

“Com esse mecanismo, a agência brasileira que faz o seguro de exportação vai oferecer um seguro para que a instituição financeira, com as trades, possa, efetivamente, financiar as exportações do setor sucroalcooleiro de Alagoas. Isso significa a possibilidade, em curto prazo, do ingresso de recursos de grande magnitude, que vão permitir a ativação de toda a cadeia da agroindústria do açúcar, permitindo, inclusive, que os fornecedores de cana possam também contar, de forma direta, com esse financiamento”, ressaltou.

Ainda de acordo com o ministro, o encontro atendeu plenamente às expectativas, tanto para a presidente e o governo, quanto para a comunidade empresarial de Alagoas, que esteve muito bem representada.

“Eu considero que foi um encontro muito produtivo, já que é um momento destinado muito mais às autoridades governamentais, onde a presidente pode ouvir sugestões, críticas e avaliações, para orientar a ação do governo e para fazer, eventualmente, correções de rumo, e, ainda, para que o governo tenha sintonia com as demandas regionais”, afirmou Armando Monteiro.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com