sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias

In:

Governo lança programa Cata Mais nesta quinta-feira (9)

Por Ivan1
Programa Cata Mais projeta atender cerca de 2.800 catadores de resíduos em toda Alagoas; secretário Rafael Brito destaca que trabalhadores que vivem em função dos resíduos sólidos passam a ser verdadeiros agentes ambientais (Foto: Ascom)

Programa Cata Mais projeta atender cerca de 2.800 catadores de resíduos em toda Alagoas; secretário Rafael Brito destaca que trabalhadores que vivem em função dos resíduos sólidos passam a ser verdadeiros agentes ambientais (Foto: Ascom)

    “Um verdadeiro fomento à implantação da política nacional de resíduo sólidos”. É assim que o secretário de Estado do Trabalho e Emprego, Rafael Brito, define o programa Cata Mais, que será lançado nesta quinta-feira (9), no Palácio República dos Palmares. Ao lado do governador Renan Filho, o secretário irá apresentar as diretrizes do projeto, que tem como objetivo fortalecer as organizações de economia solidária e incentivar a prática da coleta seletiva no Estado.
De acordo com Rafael Brito, o Cata Mais projeta atender cerca de 2.800 catadores de resíduos em toda Alagoas. Porém, a meta não para por aí. O secretário explica que o projeto também vai atuar na captação dos catadores para que eles passem a ser ligados a associações ou cooperativas, permitindo assim melhores possibilidades de geração de renda para a categoria.
“Nós queremos que, com o Cata Mais, esses trabalhadores que vivem em função dos resíduos sólidos passem a ter uma linha de trabalho mais qualificada. Uma vez eles trabalhando junto a empreendimentos solidários, a geração de renda ganha força, bem como a preservação do ambiente. Queremos fazer dos catadores verdadeiros agentes ambientais”.

    Ações

Dentro do Cata Mais, também serão ofertadas aos catadores de resíduos sólidos, capacitações e orientações acerca do trabalho associado e junto a cooperativas. Além disso, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) também serão distribuídos aos trabalhadores que aderirem ao projeto.
Nesta primeira fase há ainda o período de adequação da estrutura física dos galpões cedidos pelas prefeituras que fizeram adesão ao projeto. Em parceria com o Cata Mais, as administrações municipais receberão maquinário e equipamento para o desempenho do trabalho.
“Os resíduos sólidos, quando descartados de maneira incorreta, são um dos grandes fatores de degradação do meio ambiente. Sabemos da importância de um melhor destino para esses resíduos, bem como sabemos que eles são bem aproveitados no mercado. Então, incentivando um melhor trabalho de coleta, nós saímos ganhando em duas importantes frentes”, concluiu Rafael Brito.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com