terça-feira, 18 de setembro de 2018

Notícias

In:

Indústria americana estuda implantação em Alagoas

largeA secretária de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Poliana Santana, recebeu o diretor no Brasil da empresa americana Shift Energy Biocombustíveis Ltda., Paulo Macera, para tratar da possibilidade de instalação da primeira planta da empresa no Brasil, que deverá ser sediada em Alagoas. O encontro ocorreu na Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande).

A Shift Energy Maceió Biocombustíveis Ltda. será uma subsidiária da Shift Energy Holdigns Inc., empresa sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, que produz combustíveis renováveis a partir da biomassa. O lixo orgânico, sobretudo o bagaço da cana-de-açúcar, será transformado em biogás para produção de querosene (diesel) e nafta, além de outros subprodutos.

“Hoje, muitos resíduos sólidos ainda são coletados para os lixões. Além do bagaço da cana, pretendemos reutilizar outras matérias-primas, como pneus usados e cavaco de madeira. Pretendemos, com isso, contribuir também para a preservação do meio ambiente, além de garantir benefícios econômicos no fornecimento de combustíveis a preços reduzidos”, destacou o empresário Paulo Macera.

Cerca de US$ 350 milhões devem ser investidos na primeira planta da empresa americana em solo brasileiro, com previsão de 400 novos empregos diretos gerados. Com área inicial de 11 mil m², a planta que poderá ser instalada no Polo Industrial José Aprígio Vilela, em Marechal Deodoro, foi projetada para produzir 1.500 barris de biocombustível por dia, o correspondente a 238 mil litros.

“A perspectiva é de que nos cinco primeiros anos a produção aumente para aproximadamente 290 mil litros e a área seja ampliada para 20 mil m². Por isso, o incentivo locacional do governo estadual é tão importante para que nós possamos implantar nossa indústria e futuramente ampliar nossa produção”, destacou o empresário Paulo Macero.

Para a secretária Poliana Santana, tudo que for preciso para concretizar a vinda da empresa para Alagoas será feito pelo governo estadual dentro das condições legais. “Estamos totalmente disponíveis para agilizar o andamento das negociações iniciadas hoje e me comprometo em encaminhar o projeto da empresa à equipe do governador eleito assim que acabar nossa gestão, para que esse projeto não seja interrompido. Esse é o diferencial da atual gestão do governo”, garantiu.

Poliana informou ainda que até o final do ano duas reuniões do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social de Alagoas (Conedes) estão agendadas para a apreciação de projetos. “Uma vez que todos os documentos da empresa estejam de acordo com os requisitos exigidos pelo Conselho, os incentivos serão concedidos ainda este ano. Esse é um compromisso que assumimos com vocês”, finalizou a secretária.

 Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com