quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias

In:

Projetos de alunos da rede promovem cultura em Teotônio Vilela

Por Ivan1

O objetivo é resgatar valores culturais e promover conhecimento e integração entre estudantes e visitantes em geral Fotos: José Demétrio

O objetivo é resgatar valores culturais e promover conhecimento e integração entre estudantes e visitantes em geral Fotos: José Demétrio

   A Escola Estadual de Educação Básica e Profissional José Aprígio Brandão Vilela (EJAV), em Teotônio Vilela, está em festa desde o dia 30. Na quinta edição do Projetos Integradores, os alunos promovem  um  festival de conhecimento, cultura e arte com a exposição dos trabalhos desenvolvidos na escola, ação que se encerra nesta quinta-feira (02).
Com uma proposta de interdisciplinaridade e o tema “Reconhecendo valores e atribuindo honras”, alunos e professores esbanjaram criatividade e homenagearam grandes personagens, monumentos e momentos da história em 16 salas temáticas. O objetivo é resgatar valores culturais e promover conhecimento e integração entre estudantes e visitantes em geral.
Para a direção da escola, após três meses de trabalho intenso, entre pesquisa, estudos, elaboração de cenários e ensaios de números teatrais, o momento é de orgulho para a comunidade escolar e fortalece o desejo de investir mais a cada edição do projeto.
“É uma ação tão forte para a escola e a comunidade, que o resultado sempre nos surpreende graças ao empenho de alunos e professores e apoio total dos pais e de vários parceiros. O evento mobiliza a cidade inteira”, afirma a diretora administrativa da unidade escolar, Leda Regina dos Santos.

Integração – Para a técnica da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Elida Cristina – que representou a coordenadora regional, Ana Paula Freire – a escola está de parabéns, pelas temáticas escolhidas e pelo processo de construção, apresentações mas, sobretudo, por desenvolver tão bem a proposta dos projetos integradores.
“Estou muito feliz e surpresa com tudo que está sendo apresentado, pois esta é uma ação que dá muito trabalho e poucos abraçam e desenvolvem tão bem a proposta. A escola está um passo à frente. E o melhor é perceber o interesse dos alunos nessa troca de aprendizados”, declara.
Professores coordenadores de temáticas também comemoram o desempenho dos alunos e os resultados alcançados. “Destaco principalmente a integração que conseguimos entre os alunos na promoção do conhecimento e no desenvolvimento das questões sociais”, pontua a professora Karoline Oliveira, orientadora da temática Reverenciando o Nordeste: alma e essência nordestina, uma das mais elogiadas pelos visitantes.

Dedicação – A empolgação dos estudantes nas apresentações também era evidente. Questionados sobre a importância do projeto para o aprendizado, fizeram questão de destacar a metodologia e as descobertas em conhecimento como maiores incentivos.
“Trouxemos o Nordeste para a sala de aula. Não foi fácil, pela diversidade e riqueza natural e cultural que temos. O labirinto foi a forma que encontramos para fazer esse mergulho no tempo”, explicou Wellington Pereira, aluno do terceiro ano, fazendo menção ao formato escolhido para dispor a apresentação.
“Estou participando pela primeira vez do projeto. É uma forma fácil e divertida de adquirir o aprendizado e também de promover integração com a sociedade”, declara Kenilma Marques, uma das alunas representantes da temática que falou sobre a vida e obra do escritor paraibano Ariano Suassuna.

 Aprovação – Alunos de outras escolas, pais e membros da comunidade também visitaram e aprovaram as exposições. Foi o que declarou Washington e Carol dos Santos. “Tudo está muito bom, muito interessante. Observamos uma diversidade de conteúdos e informações. Os alunos estão bem preparados. Valeu a pena a visita”, avaliam.
As temáticas apresentadas na 5ª edição dos Projetos Integradores foram: “Cinema; Cultura e cozinha alagoana”; “Deodoro, marechal dos marechais”; “Espelho da alma, reflexo do coração traduzido na vida”;”Exemplos de sucesso: reverência às mentes brilhantes”; “Fatos históricos e culturais dos anos dourados”; “Fórmula 1: campeões dos campeões”; “Graciliano, brasileiro alagoano”; “Maurício de Souza”; “Monteiro Lobato”.
Entre elas estavam ainda “Moulin Rouge: um espetáculo espetacular”; “Não sei, só sei que foi assim…com Ariano Suassuna”; “Reverenciando o Nordeste: alma e essência nordestina”; “Reverenciando a mente: ilusões e mistérios”; “Vinícius de Morais: canções de poeta e de cantor”; e “Zumbi: símbolo de luta pela igualdade social”.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com