quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Notícias

In:

Conselho debate reajuste tarifário da energia elétrica em Alagoas

Secretária Poliana Santana presidiu reunião do Conselho de Política Energética (Foto: Ascom Seplande)

Secretária Poliana Santana presidiu reunião do Conselho de Política Energética (Foto: Ascom Seplande)

ConselhoO Conselho Estadual de Politica Energética (Cepe) realizou, nesta quinta-feira (9), mais uma reunião ordinária na Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande). Dentre as pautas discutidas no encontro, destaca-se o reajuste tarifário anual da energia elétrica aplicada em Alagoas em 2014. A reunião foi conduzida pela presidente do Cepe, secretária de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Poliana Santana.
Na ocasião, o presidente da Eletrobrás Distribuição Alagoas, Cícero Vladimir de Abreu, explicou que o reajuste anual médio de 32,36% na tarifa de energia se deu em função do impacto da forte estiagem e necessidade de despacho de usinas térmicas a óleo e gás. Ele acrescentou ainda que, do valor reajustado, a parcela que cabe à Eletrobrás é de somente 1,22%.
“Essa parcela foi para cobrir os custos com a distribuição e remunerar todos os investimentos realizados pela concessionária entre agosto de 2013 e agosto de 2014. O restante do aumento é destinado para a compra de energia, transmissão, encargos e tributos”, explicou.
Vladimir de Abreu explicou que, com relação aos reajustes concedidos pela Aneel, o valor do KWh residencial que passou de R$ 0,31 para R$ 0,40 é praticamente o mesmo concedido em 2008, que era R$ 0,39. “Se este valor fosse corrigido monetariamente pelo IPCA, seria de R$ 0,52”, concluiu.

Biogás

Outra pauta debatida durante a reunião foi o projeto de implantação de uma unidade geradora de energia elétrica no aterro sanitário de Maceió, apresentado pela professora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Karina Salomon. O projeto prevê o reaproveitamento do biogás (gás metano) produzido pela decomposição dos resíduos sólidos urbanos para a produção de energia elétrica.
Também foi apresentado o projeto da Algás – Gás de Alagoas para construção de uma rede de distribuição de gás, a partir do biogás gerado no aterro. Com 6 km de extensão e capacidade prevista de 40 mil m³ por dia, a quantidade de biogás seria suficiente para suprir todo segmento residencial, comercial e pequenas indústrias.
Por fim, o vice-presidente do Cepe e presidente da Algás, Geoberto Espírito Santo, apresentou os informes do Fórum Nacional de Secretários de Estado para Assuntos de Energia, em que foram focados temas como leilão de térmicas a gás natural, uso do biogás para o GNV, dentre outras.
Durante a reunião, a secretária Poliana Santana apresentou aos conselheiros o modelo de transição do governo. “O modelo foi elaborado para ser entregue ao novo governador de Alagoas, de forma transparente e histórica, todas as informações sobre os projetos, programas e ações implementadas e as que estão em andamento no Executivo alagoano”, finalizou.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com