domingo, 23 de setembro de 2018

Notícias

In:

BNB prevê financiamento de R$ 619 milhões em Alagoas para 2015

André Paffer durante reunião com representantes do BNB (Foto: Ascom Seplande)

André Paffer durante reunião com representantes do BNB (Foto: Ascom Seplande)

O secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, André Paffer, participou, nesta quarta-feira (8), de uma reunião com representantes do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para discutir estratégias de aplicação dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) em Alagoas para o ano de 2015. O orçamento do FNE projetado para todos os Estados é de R$ 13,3 bilhões, sendo R$ 619 milhões destinados a Alagoas, totalizando 4,7% do orçamento geral.
Durante o encontro, o economista da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), Genildo Silva, apresentou à equipe do BNB informações sobre o planejamento estratégico para o horizonte de 2011 a 2022, além dos programas e projetos prioritários do Governo para o período de 2011-2015. Na ocasião, explicou ainda a finalidade do Plano Plurianual, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA).
Segundo o superintendente do BNB, Antônio César de Santana, os dados apresentados pelo Governo de Alagoas ajudarão a definir o direcionamento da alocação dos recursos do Banco para o financiamento de atividades nos diversos segmentos produtivos do Estado.
“O objetivo é conhecer e discutir as estratégias e projetos do governo estadual e do setor produtivo para subsidiar a elaboração do plano estadual de aplicações do FNE para 2015. A partir da identificação da demanda dos setores produtivos, bem como do histórico de financiamentos anteriores, poderemos elaborar uma proposta para atender as necessidades de Alagoas da melhor forma possível”, esclareceu.
A metodologia de distribuição dos recursos do BNB prevê investimentos nos setores da agricultura, pecuária, indústria, agroindústria, turismo, comércio e serviços e infraestrutura, distribuídos para microempresas, empresas de pequeno, médio e grande porte. Dentre as atividades priorizadas pelo Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Condel/Sudene), destacam-se os Arranjos Produtivos Locais (APLs).
“Esse debate de hoje ajudará a construir um estado melhor, com política de governo que promova o desenvolvimento socioeconômico, redução da miséria e melhoria dos indicadores sociais do nosso Estado. Nessa reta final, estamos trabalhando ainda mais para que a próxima gestão possa dar continuidade às ações”, concluiu André Paffer.
A elaboração do Plano Estadual de Aplicações do BNB alinha-se à Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), ao Plano Agrícola e Pecuário do Governo Federal, ao Plano Safra da Agricultura Familiar, às orientações do Ministério da Integração e da Sudene, aos PPAs estaduais, representantes do setor produtivo e parceiros locais, bem como as diretrizes legais dos Fundos Constitucionais.
O prazo para elaboração do Plano se encerra nesta sexta-feira (10). Em seguida, a proposta de programação regional deverá ser apreciada pela Diretoria do BNB e enviada à Sudene e ao Ministério da Integração Nacional para ser homologada no dia 1º de janeiro de 2015.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com