quarta-feira, 19 de junho de 2019

Notícias

In:

Messi salva Argentina nos acréscimos contra Irã: 1 a 0

Por Ivan1

messiA seleção do Irã entrou em campo neste sábado (21) para surpreender os argentinos e, apesar de reconhecer a superioridade dos atletas sul-americanos, não se deixou abalar. Após um primeiro tempo marcado pelo grande número de chances da Argentina, o Irã voltou a campo no segundo tempo e mostrou o seu poder ofensivo e a sua forte marcação. Apesar de não conseguirem marcar por pouco e com um pênalti não marcado em seu favor, os iranianos também impediram o forte ataque argentino. Nos acréscimos, o craque Lionel Messi mostrou a que veio e chutou de longe para marcar o gol da vitória e da classificação argentina no Grupo F da Copa do Mundo.

O jogo
Desde o início da partida, os argentinos impuseram o seu ritmo de jogo. Os iranianos tentaram barrar os hermanos logo de cara com faltas, sendo que em um minuto de jogo o atacante Ghoochannejhad já havia cometido duas faltas. Enquanto os sul-americanos buscavam estudar os adversários, os iranianos tentavam recuperar a posse de bola, deixando o jogo truncado na intermediária. Os argentinos tentavam, com os ataques pelas laterais, levantar a bola na área, mas a defesa iraniana conseguia se salvar. A Argentina passou a pressionar a saída de bola iraniana adiantando a marcação para o campo adversário, criando mais chances de abrir o placar. Aos 10 minutos de jogo, Di María conseguiu uma boa jogada individual, mas antes que pudesse arriscar o chute, foi intensamente marcado e perdeu a bola. Messi recuperou o ataque, mas o jogador era o mais visado pelos iranianos e, marcado por três, não conseguia se movimentar no meio campo.
A primeira grande chance partiu dos argentinos aos 13 minutos da primeira etapa. Fernando Gago lançou Higuaín na área, que passou por trás da zaga e foi travado de cara para o gol pelo goleiro Haghighi. Com a dificuldade para trocar passes na intermediária, os argentinos passaram a apostar nas jogadas individuais para furar o bloqueio iraniano. No contra-ataque, aos 17 minutos, Di María carregou a bola até o campo adversário, mas o ataque foi parado por Hosseni. Aos 19, Di María voltou a tentar e, de frente para o gol, chutou de esquerda e mandou a bola por cima do gol. Os argentinos voltaram a ter uma grande chance aos 21 minutos, quando Higuaín invadiu a área e tocou para Agüero, que chutou com força no meio do gol e o goleiro Haghighi espalmou para fora. Aos 24 minutos, a albiceleste tentou com a bola alta na área. Rojo conseguiu escorar de cabeça, mas a bola foi para a linha de fundo.
Com quase 30 minutos de jogo, os argentinos desistiram de testar a marcação iraniana e passaram a cercar a área adversária, buscando uma infiltração para lançar a bola por cima. Aos 30, Messi recebeu a bola na entrada da meia lua e foi derrubado por Andranik. O próprio Messi cobrou a falta, mas a bola teve muito efeito e foi para fora. Logo depois, Fernandez derrubou Dejagah e, na cobrança de falta pela esquerda, a defesa argentina se atrapalhou e os iranianos não aproveitaram a chance. Aos 35 minutos, Reza derrubou Messi pela esquerda. De novo, o atacante argentino fez a cobrança, e desta vez madou para Garay cabecear por cima do travessão. Os iranianos tiveram a sua primeira chance aos 42 minutos do primeiro tempo, quando numa cobrança de escanteio Hosseini cabeceou com perigo. A bola, por pouco, foi para fora.

Segundo tempo
A Argentina começou a segunda etapa decidida a marcar um gol para tranquilizar a torcida e os jogadores. No primeiro minuto de jogo, a albiceleste teve um escanteio cobrado por Gago e a bola, lançada na área, foi rifada pela defesa iraniana. Com quatro minutos do segundo tempo, Zabaleta foi para o ataque, recebeu um passe de Messi e chutou de primeira por cima do travessão de Haghighi. Aos seis minutos, Rojo cruzou pela esquerda para Kun Agüero, que tentou cabecear mas errou a mira e passou direto. Os iranianos conseguiram um belíssimo contra-ataque com Shojaei, que carregou a bola da defesa até o ataque, tocou e a bola foi cruzada para Reza. O atacante cabeceou com força em cima do goleiro Romero, e a bola sobrou para a defesa argentina tirar com falta. Aos 9 minutos do segundo tempo, os iranianos tiveram um lance polêmico ao seu favor. O atacante do Irã invadiu a área e foi derrubado, mas o juiz não marcou o pênalti.
A Argentina voltou a reagir com velocidade aos 14 minutos, quando Mascherano tocou para Messi, que avançou pelo meio e chutou rasteiro. A bola passou pela esquerda do gol de Haghighi. Enquanto na primeira etapa da partida os iranianos se limitaram a defender os ataques argentinos, no segundo tempo entraram em campo soltos e conseguiram boas chances. Aos 18 minutos, Hajsafi arriscou de fora da área, a bola desviou na zga e deu um susto no goleiro Romero. Logo depois, o ataque iraniano interceptou a bola, invadiu a área e Reza só não acertou o chute a gol porque foi travado por Gago. Aos 22 minutos, Montazeri cruzou na área pela direita e Dejagah cabeceou com força e, por muito pouco, não abriu o placar no Mineirão. Aos 27 minutos, na entrada da área, pela esquerda, Shojaei derrubou Di María por trás e foi penalizado com um cartão amarelo. Messi, com uma atuação discreta, tentou de novo a cobrança e, de novo, mandou para fora. O goleiro Haghighi ainda salvou a equipe aos 29 minutos, quando Di María conseguiu invadir a área e chutou com força para a defesa no reflexo do arqueiro iraniano.
Para tentar abrir o placar, o técnico Alejandro Sabella tirou Higuaín e Agüero para a entrada de Palacio e Lavezzi. Com 35 minutos de jogo, os iranianos voltaram a recompor a defesa, visando manter o placar no empate. Com isso, os argentinos voltaram a levar grandes chances para o gol de Haghighi. Aos 37 minutos, Rojo arriscou o chute de longe, mas a bola passou longe do gol do Irã. O goleiro voltou a salvar os iranianos quando Palacio recebeu uma bola enfiada na área e cabeceou para Haghighi espalmar. Os iranianos voltaram a arriscar com perigo quando Reza recebeu à frente da zaga argentina, correu e chutou para a defesa do goleiro Romero. A pressão argentina veio com tudo nos minutos finais, quando o árbitro sérvio deu quatro minutos de acréscimos. Aos 46, Messi arriscou de longe e finalmente abriu o placar para a Argentina.

FICHA TÉCNICA
Argentina x Irã
Copa do Mundo
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de junho, sábado
Horário: 13h (de Brasília)
Árbitro: Milorad Mazic (SRB)
Assistentes: Milovan Ristic (SRB) e Dalibor Djurdjevic (SRB)
Cartões amarelos: Nekounam, Shojaei (IRN)
Gol: Messi (ARG)

Argentina: Romero; Zabaleta, Garay, Fede Fernandez e Rojo; Gago, Mascherano e Di María (Biglia); Messi, Agüero (Lavezzi) e Higuaín (Palacio). Técnico: Alejandro Sabella.

Irã: Haghighi; Montazeri, Hosseini, Sadeghi, Pooladi; Shojaei (Heydari), Teymourian, Nekounam, Hajsafi (Reza Haghighi) e Dejagah (Alireza Bakhsh); Goochannejhad Reza. Técnico: Carlos Queiroz.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com