domingo, 21 de Abril de 2019

Notícias

In:

Estado descentraliza serviço de coletas de exames para os 102 municípios de AL

Por Ivan1

Claudeane Nascimento capacitou os técnicos municipais para efetivar a descentralização

Claudeane Nascimento capacitou os técnicos municipais para efetivar a descentralização

   A partir do próximo mês de junho os municípios alagoanos irão passar a realizar as suas próprias coletas de exames referentes às doenças imunopreveníveis: difteria, coqueluche, influenza, sarampo, rubéola e paralisia flácida aguda. Só então, é que as amostras serão encaminhadas ao Laboratório Central de Alagoas (Lacen), responsável pela manipulação e posterior divulgação dos resultados.
Disponibilizado aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), o novo serviço é fruto da capacitação de técnicos e coordenadores de laboratórios da II Macrorregião de Saúde, que aconteceu na quarta (21) e quinta-feira (22), no Maceió Mar Hotel, na Ponta Verde. Segundo a gerente do Núcleo de Doenças Imunopreviníveis da Sesau, Claudeane Nascimento, ao fazer a coleta no próprio município, o usuário do SUS evita o deslocamento para a capital e o paciente ainda tem o resultado de 7 a 10 dias.
“O curso ainda teve como objetivo atualizar os profissionais para os eventos em massa, a exemplo da Copa do Mundo, e ainda apontar as medidas de controle necessárias para a prevenção de agravos imunopreveníveis”, explicou. Claudeane Nascimento enfatizou, ainda, a importância de o profissional saber como agir diante de um caso suspeito.
As novas recomendações do Guia de Vigilância em Saúde foram abordadas no curso, como a mudança de definição dos casos de coqueluche, a introdução de novas drogas para quimioprofilaxia da meningite e coqueluche e ainda a reintrodução da poliomielite em dez países, o que reforça os cuidados que os profissionais dos municípios devem tomar diante da suspeita de casos.
Com a capacitação dos profissionais da II Macrorregião, somado ao mesmo curso realizado em abril para a 1ª Macrorregião de saúde, todos os municípios alagoanos têm a coleta descentralizada disponibilizada. Ainda de acordo com a gerente da Sesau, o próximo passo é a realização do seminário de manejo clínico para enfermeiros e médicos sobre as doenças imunopreveníveis.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com