domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias

In:

“Criminosos usam motos para facilitar a fuga. Iremos combatê-los usando o mesmo instrumento” diz Cel. Bispo

Por Roberta Sampaio

Serão disponibilizadas, a partir da próxima semana, 12 policiais por dia, em 4 motocicletas no horário de 7h às 19h nas ruas do município de Palmeira dos Índios-AL.  A informação foi passada na manhã desta terça-feira (27), pelo Comandante do Batalhão do município – Coronel Bispo, após receber convidados para uma solenidade que foi adiada devido a necessidade de um treinamento com os policiais que farão parte da ROCAN.

Ainda de acordo com o comandante, o treinamento será realizado na sede do Batalhão por uma equipe específica que virá do 3º BPM de Arapiraca, que já conta há algum tempo com esse tipo de policiamento naquela cidade. Bispo informou que a habilitação desses policiais será iniciada amanhã (28) e a conclusão acontecerá na próxima semana, quando assim, todos estarão efetivamente nas ruas de Palmeira dos Índios.

“É muito importante a ROCAN, pois não haverá barreira, iremos em todo e qualquer lugar do município de Palmeira dos Índios. Sem contar com o auxílio nos casos de perseguição. Hoje os criminosos usam motos justamente por conta da facilidade na hora da fuga. E nós iremos combater isso usando o mesmo instrumento” disse o Coronel.

Segundo Bispo, está sendo aguardada as presenças do Comandante-Geral Rogério Pinheiro e do secretário de Estado da Defesa Social – Diórgenes Tenório. Além de representantes dos poderes legislativo e executivo municipal, para oficializar o início dos trabalhos na próxima semana.

“Estamos ansiosos para ver essas motos nas ruas, no entanto, se faz necessário esse treinamento para os policiais, já que o mesmo requer técnicas e habilidades específicas”, explicou o comandante.

Ainda de acordo com o Coronel, os trabalhos da ROCAN são importantes pois, o policiamento vai chegar onde a viatura não chegava. Além da facilidade e da rapidez para o policial ir até o local de difícil acesso. “A topografia do município, e principalmente o Alto do Cruzeiro é de total aclive, sem a motocicleta é muito difícil de chegar, mesmo assim, mostramos em números que a polícia está fazendo o seu trabalho em Palmeira. Estamos incomodando os bandidos e vamos incomodar ainda mais. A população pode confiar no nosso trabalho, pois queremos fazer com que o policiamento seja executado em sua plena eficiência”, conclui.

 

Reivindicações

Na oportunidade, o Tenente Sales acompanhado do comandante Bispo, após exibirem um vídeo institucional, fizeram reivindicações que, segundo eles, são essenciais e que refletem no trabalho policial. A primeira necessidade exposta por eles foi em relação a questão estrutural, afirmando a urgência de uma reforma física do Batalhão, onde existem salas sem climatização, parte elétrica em más condições, onde já foram queimados vários aparelhos elétricos e eletrônicos como, por exemplo, computadores e impressoras, devido tanto a fiação quanto a constantes quedas de energia. Por isso, destacou a necessidade de um gerador de energia próprio para o Batalhão.

 

Disk 190

O Comandante e o Tenente disseram ainda que o número usado para atender a população não está funcionado da forma que deveria. Havendo a necessidade de uma nova linha, pois muitas vezes as pessoas ligam e, quando conseguem a ligação,  a ligação logo cai ou a rede está ocupada.

No vídeo institucional foram mostrados, em gráficos, os bairros mais críticos no município, que são: Vila Maria, Alto do Cruzeiro e Palmeira Fora. Com isso, Sales citou a importância da implantação de bases da polícia nesses locais e informou que exite o projeto para diminuir esses índices.

“Chegaram em nosso Batalhão 40 novos policiais, e isso é muito bom. Quanto mais policial melhor. É importante que haja a implementação das Bases comunitárias nos bairros Alto Cruzeiro e Palmeira de Fora, e posteriormente no distrito de Canafístula, que também necessita desse policiamento pois, houve o aumento populacional e os números mostram que existe o problema das drogas também naquela comunidade” explicou o Tenente Sales.

“Queremos mostrar com esse projeto que polícia também pode fazer um trabalho social. E temos a certeza que cuidando principalmente da juventude de hoje, teremos como evitar problemas com esses jovens no futuro” finalizou o Coronel Bispo.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com