sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias

In: ,

Professores aplicarão novas tecnologias em Português e Matemática

Por Ivan1

  tecnoloeducacao  Proporcionar aos estudantes do ensino fundamental o domínio da leitura, da produção de textos, das operações matemáticas e do raciocínio lógico, dentro do laboratório de informática. Estes são os principais objetivos do ‘Projeto Aprender com Micro’, que está sendo implantado pela Secretaria de Educação do Estado em pelo menos 50 escolas da rede estadual de ensino de Alagoas.
Para o êxito do projeto – que utiliza um software educacional voltado ao ensino da língua portuguesa e da matemática – professores, coordenadores e diretores de escolas do Estado participam desde a última terça-feira de uma formação continuada. O treinamento prossegue até sexta-feira (25) e é ministrado pelo pedagogo Daniel Resende, no laboratório de informática da Escola Estadual Laura Dantas, no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa).
A superintendente de Gestão da Rede Estadual de Ensino, Cláudia Tenório, destaca que além de fortalecer o ensino das duas disciplinas, o projeto proporciona o benefício de levar novas tecnologias para as práticas em sala de aula.
“Vivemos em uma era tecnológica onde os jovens estão sempre conectados e, por isso, nossa metodologia de ensino também precisa acompanhar esta nova realidade.Logo, o projeto traz um duplo benefício, pois o professor terá uma nova ferramenta para desenvolver conteúdos e os nossos estudantes utilizarão os computadores em atividades educativas”, apontou.

 Capacitação

O treinamento começou com 52 educadores de 13 escolas da região metropolitana de Maceió, vinculadas a quatro Coordenadorias Regionais de Educação (1ª, 13ª, 14ª e 15ª CREs). “Em seguida, iremos realizar essa mesma formação com os demais profissionais de ensino até atingir todas as escolas de ensino fundamental do Estado”, afirmou Daniel Resende.
“Ao todo, são quatro módulos de formação continuada, cada uma com 40 horas, ao longo de dois anos”, informou o consultor pedagógico, frisando que o foco do projeto são os professores de Matemática e Português, mas o treinamento abrange também os diretores de escola e os coordenadores de ensino.
“O uso dessa plataforma vai tornar as aulas dessas duas disciplinas mais atrativas, já que os professores terão que levar os alunos para o laboratório de informática”, destacou o pedagogo. “Outra coisa, o programa é instalado nos computadores das escolas e é operado sem a necessidade da internet”, acrescentou.

Benefícios

Para Sandra Caldas, coordenadora pedagógica da Escola Estadual Teotônio Vilela, o treinamento é importante e faz parte de uma política governamental para melhorar o nível de aprendizagem dos alunos do ensino fundamental. “Além disso, vai facilitar o trabalho dos professores, tornando as aulas de português e matemática mais atraentes”, acrescentou.
Cláudia Maria da Silva Nunes, professora de português da Escola Estadual Rosalvo Lôbo, também destacou a importância dessa ferramenta para melhorar a aprendizagem dos alunos. “O programa tem praticamente todo o conteúdo dos livros, mas as tarefas são cobradas de forma mais criativa, por meio de jogos interativos”, comentou.
“A proposta é interessante e serve como reforço às atividades ministradas na sala de aula”, observou Sandra Caldas, que trabalha também como coordenadora de ensino na Escola Estadual Manoel Simplício.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com