quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Notícias

In:

Reunião define reforços na fiscalização de carros-pipa

jtnono
Participaram da reunião o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Edvaldo Nunes, o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Napoleão Casado, o secretário da Articulação Política, Rogério Teófilo, e o secretário adjunto Fábio Rodrigues.
Para o governador José Thomaz Nonô, é preciso reforçar as atividades que minimizam os efeitos da seca. “O Governo do Estado vem realizando uma série de projetos e ações voltadas para as famílias que estão sofrendo com a estiagem. São centenas de caminhões abastecendo as comunidades com água, além da recuperação de poços e instalações de novas cisternas”, lembrou o governador em exercício.
O Governo do Estado, em parceria com o Governo Federal, desenvolve a operação “Água é Vida”, que distribui água para mais de 1.100 comunidades sertanejas de Alagoas. “O Governo continua mobilizado, trabalhando para superar os processos burocráticos para enfrentar os problemas da seca”, assegurou Thomaz Nonô.
O coordenador da Defesa Civil reforçou que caminhões que prestam serviços de transporte de água para o Semiárido alagoano são vistoriados e obedecem todos os critérios de segurança e vigilância. Ele disse que para assegurar a qualidade da água, mais agentes da Defesa Civil serão encaminhados para realizar fiscalizações nos carros-pipa contratados pelo Governo do Estado para abastecer os municípios sertanejos.
A fiscalização sobre os carros-pipa do programa “Água é Vida” será intensificada e os veículos credenciados passarão pode nova inspeção. “A supervisão dentro dos tanques será intensificada, e os caminhões que apresentarem qualquer irregularidade serão descredenciados”, disse coronel Nunes. Os carros também passam pela averiguação da Vigilância Sanitária, que emite um lado atestando que o veículo está adequado para o transporte.
Os pipeiros devem regularizar a documentação junto ao Governo e quitar pendências junto à Defesa Civil para receber o pagamento pelos serviços prestados. Segundo o coordenador, o procedimento é uma exigência do Ministério da Integração Regional. Entre a documentação necessária, estão o correto preenchimento da planilha de distribuição, nota fiscal, certidões negativas e guia de notificação, entre outros.
O secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Napoleão Casado, informou que foram contratados pelo Estado 240 pipeiros, dos quais 225 estão em atividade. “Nosso trabalho é assegurar o abastecimento de água em todos os municípios em situação de emergência. O reforço do efetivo da Defesa Civil irá garantir a qualidade da água fornecida para mais de 60 mil famílias”, afirmou o secretário.
O Estado já pagou cerca de R$ 21 milhões repassados pelo Ministério da Integração Nacional para a distribuição de água nos municípios atingidos pela estiagem.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com