segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Notícias

In:

PMDB confirma participar de bloco de oposição ao governo Téo Vilela em 2014

Renan: “Governo federal não tem se furtado em ajudar ao Estado de Alagoas”

Renan: “Governo federal não tem se furtado em ajudar ao Estado de Alagoas”

O PMDB de Alagoas participou nesta segunda-feira, 23, do almoço de confraternização dos partidos que fazem oposição ao governo do Estado e também formam a base de sustentação da presidente Dilma Rousseff. O PMDB – que é o maior partido de Alagoas – esteve representado no almoço pelo seu presidente estadual, o senador e presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros, o deputado federal Renan Filho, o ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, entre outros nomes representativos dos quadros peemedebistas.
O almoço serviu para que fosse feita uma avaliação do quadro político de 2014, bem como avaliar as ações deste ano. Ainda no encontro, foi lançado um manifesto contra a gestão do atual governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) intitulado “Em Defesa de Alagoas” e assinado pelo menos pelos presidentes de 15 partidos que fazem a oposição ao governo estadual, entre eles o PMDB, o PT, o PTB, o PDT e o PCdoB. Cerca de 400 lideranças políticas de todo o Estado participaram da reunião-almoço, realizada em um restaurante na orla da Ponta Verde.
Uma das presenças mais aguardadas, o presidente do Congresso, Renan Calheiros, disse que nos últimos anos o governo federal tem ajudado Alagoas independente da questão partidária. Segundo Renan, somente nas gestões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff, milhões de recursos foram repassados ao Estado para a viabilização de obras em beneficio do povo alagoano. “Quero dizer a todos que estaremos juntos em 2014 para fortalecer um projeto de desenvolvimento em prol do povo de Alagoas”, frisou Renan.
O deputado Renan Filho cobrou mais investimentos em projetos sociais para reduzir os altos índices de violência que o Estado tem registrado nos últimos anos. “Infelizmente o nosso estado ocupa hoje o primeiro lugar no ranking dos maios violentos do País e esse em cenário que precisa mudar, mas isso não vai acontecer caso não haja prioridade em ações sociais”, defendeu Renan Filho. Ele citou ainda o fato de Maceió deter hoje o posto de capital mais violenta do País. Para Renan Filho, é preciso investir mais em educação e saúde.
Ainda do PMDB estiveram presentes os suplentes de senador Fábio Farias, José de Macedo, o presidente do diretório de Maceió, engenheiro Mosart Amaral, o vice-prefeito de Arapiraca, Yale Fernandes, vários prefeitos, vereadores, entre outros.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com