quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias

In: ,

Câncer ainda mata mais de meio milhão de brasileiros

Por Ivan1

Com o objetivo de conscientizar, prevenir a população contra o câncer e diminuir as atuais estatísticas da doença, foi criado pelo Ministério da Saúde (MS) o Dia Nacional de Combate ao Câncer, comemorado em 27 de novembro. Provocador de cerca de oito milhões de mortes no mundo e com estimativa de crescimento, o câncer ainda é uma doença pouco conhecida pelas pessoas. No ano passado, no Brasil, uma média de 519 mil pessoas morreram em virtude da doença e, até o fim deste ano, 500 mil novos casos de câncer serão descobertos no país segundo dados do MS.aW1
E esses números poderiam ser bem menores. De acordo com estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), um terço dessas mortes no mundo poderia ter sido evitada com mais prevenção, detecção precoce e acesso aos tratamentos existentes. Os métodos mais usados no Brasil são as cirurgias, quimioterapias e radioterapias, que nem sempre resolvem o problema e causam muitos efeitos colaterais, acompanhados da baixa da qualidade de vida na maioria dos pacientes.
De acordo com o geriatra e nutrólogo Francisco Humberto de Freitas Azevedo, do Instituto de Medicina Biológica, em Brasília, para combater o câncer, além das três práticas oficiais, existem recursos da medicina complementar, ainda pouco conhecidos no Brasil. Existem vários artigos publicados em universidades nos Estados Unidos e na Europa que defendem as práticas complementares no combate ao câncer e ressaltam a sua eficácia.
Esta abordagem complementar abre mais possibilidades aos que já não podem, ou não querem continuar a quimioterapia ou a radioterapia. O médico Francisco Humberto, que tem se dedicado a estes estudos, usa protocolos baseados na eletromedicina para melhorar a imunidade do paciente, visando aumentar o tempo e a qualidade de vida. Para o alcance desses objetivos, o especialista sugere logo no inicio do tratamento uma dieta rica em alimentos alcalinos como frutas, verduras, legumes e grãos, que possuem muitas vitaminas, fibras e minerais. Ele ressalta que a baixa ingestão de açúcares e carnes também são aliados no combate à doença.
Para Francisco, o corpo com PH ácido (abaixo de 7,4) é uma porta aberta para a instalação de vírus e bactérias, o que aumenta as chances de desenvolver várias doenças, inclusive o câncer. “A alimentação alcalina aumenta o PH do corpo, consequentemente melhora o metabolismo, aumenta a eliminação de toxinas e diminui a retenção de líquidos. Isto acontecendo, já terá melhorado a condição geral de saúde do paciente, e tudo fica mais fácil, até mesmo o enfrentamento do câncer ou de outras doenças cronicas.
A linha da medicina biológica e complementar também se baseia na homeopatia. Os medicamentos homeopáticos agem diretamente na raiz do problema, evitando os efeitos colaterais, comuns na medicação alopática. Outra técnica que também auxilia não só no tratamento contra o câncer, mas na prevenção de doenças crônicas é a reposição dos minerais. A ausência de minerais no organismo cria uma pré-disposição a diversas doenças, principalmente depois dos 40 anos de idade. Portanto, todos devem fazer a reposicao dos minerais imporantes no funcionamento do corpo. A prevenção é muito importante para manter a saúde à medida que a idade avança.
“Os minerais e aminoácidos regulam e permitem as trocas metabólicas dentro e fora das células, mantendo o equilíbrio bioquímico do corpo. Quando o corpo está carente de um desses elementos, todo o funcionamento metabólico fica comprometido, dando início às doenças funcionais. A carência vai se acentuando e pode levar a estados patológicos graves”, explica o especialista.
O médico alerta ainda que as carências de minerais podem gerar cansaço físico, ansiedade, irritabilidade, nervosismo, estresse, estafa mental, depressão, problemas digestivos, circulatórios, reumatológicos, hormonais, envelhecimento precoce, além de unhas fracas e queda de cabelo.
A Estimulação Magnética (EM) também é outra opção indicada pelo médico. A técnica tem uma aplicação ampla na restauração da saúde e trata várias disfunções. A EM consiste na emissão de campos magnéticos, direcionados para o corpo do paciente na área que necessita de regeneração. A energia magnética trabalha na repolarizacão da membrana celular da área afetada, o que proporciona equilíbrio do corpo, bem estar e regeneração dos tecidos afetados.
Francisco lembra ainda que para manter a saúde é bom evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o tabagismo, a vida sedentária e a obesidade. “O câncer não se deve somente aos fatores hereditários, pois os hábitos nocivos aumentam as possibilidades de incidência da doença. Portanto, a mudança de hábitos é grande aliada no combate desse mal que assola milhares de pessoas em todo o mundo”, finaliza o médico.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com