sábado, 20 de Abril de 2019

Notícias

In:

Estado garante entrega de máquinas de costura a dez municípios até o final de 2013

Por Ivan1

O convênio firmado entre a Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), a Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea) e Sebrae/AL, para fortalecer a Cadeia Produtiva Têxtil e Confecções (CPTC) em Alagoas, já entregou 588 máquinas de costura em 10 municípios, até o momento. Em reunião, nesta segunda-feira (24), os três coordenadores da iniciativa discutiram os próximos passos do projeto, que vai doar ainda outros 526 equipamentos em 10 cidades, totalizando a doação das 1.204 máquinas previstas.Ascom Seplande
A ação beneficia micro empresas, empresas de pequeno porte, empreendedores individuais e grupos organizados (associações, cooperativas e sindicatos) do segmento da indústria de confecções. A definição desses beneficiários foi feita após levantamento técnico elaborado pelo Sebrae, seguido do repasse das máquinas para a Fiea, que articulou junto ao Sindicato da Indústria do Vestuário do Estado de Alagoas (Sindivest) quais grupos as receberiam.
Todo esse cuidado foi garantido durante a elaboração do convênio para que as ações tivessem, de fato, o impacto esperado. O secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, salientou que o programa é uma prioridade para o governador do Estado, pois trata do processo de inclusão produtiva tão trabalhado nessa gestão.
“Esse projeto dá uma nova dimensão ao pequeno negócio, garante a inclusão produtiva, gera emprego e renda para as regiões. O Governo de Alagoas trabalha tecnicamente para garantir que isso seja uma realidade, já realizou grande parte das entregas e deve concluir essa leva de doações até o final deste ano. Essa é uma prioridade do governador do Estado, Teotonio Vilela Filho, em prol do bem estar de centenas de alagoanos”, pontuou.
Como explica a diretora de Fomento às Micro e Pequenas Empresas da Seplande, Pauline Reis, o projeto não se trata apenas das entregas de máquinas, por isso leva certo tempo para ser concluído. “Toda uma estrutura é ofertada nessas comunidades, onde esse público com potencial para a produção de confecções é capacitado e tem como pré-requisito para ser beneficiado a formalização”, explica. Entre as capacitações oferecidas estão cursos como o de marketing e profissional, aprender a empreender, a palestra “O empreendedor individual”, a consultoria 5S, de design gráfico e de ambientes.
O superintendente do Sebrae/AL, Marcos Vieira, salientou o impacto das entregas que já foram realizadas. “O sucesso dessa ação fez com que outras demandas aparecessem, de grupos que inicialmente não estavam inseridos nessa nossa ação. Um exemplo disso é o bairro de Fernão Velho, que já foi um grande ícone da industrial de confecções. O local sediou a primeira fábrica do ramo em Alagoas, a Carmem, que chegou a possuir quase quatro mil funcionários. Estamos trabalhando para atender essas solicitações”, concluiu.
Até então, os municípios de Santana do Ipanema, Paulo Jacinto, Mar Vermelho, Piranhas, Boca da Mata, Murici, Maceió, Capela, Arapiraca e Cacimbinhas foram os contemplados pelo convênio. As cidades de Viçosa, Palmeira dos Índios, União dos Palmares, Pariconha, Olho D’Água do Casado, Coruripe, Olho D’Água das Flores, Porto Calvo, Delmiro Gouveia e Cajueiro receberão essas doações até dezembro deste ano.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com